Destaques da edição 958

PorExpresso das Ilhas,8 abr 2020 0:04

Nesta edição, o Expresso das Ilhas destaca a entrevista com Orlanda Ferreira Presidente do INPS: “O direito à protecção social é um direito humano”.

Parte da mitigação dos impactos que a crise do Covid-19 vai provocar em Cabo Verde estará nas mãos da previdência social. E a factura vai ser pesada, as contribuições que deixarão de entrar e os apoios sociais que começarão a sair vão custar ao INPS quase 4 milhões de contos. Orlanda Ferreira, presidente da instituição, diz ao Expresso das Ilhas que mais importante do que olhar para os números é responder a uma situação que ninguém previa.

Também o coronavírus:

Cabo Verde sem novos casos, mas mantém-se o nível de alerta. No âmbito de um financiamento feito pelo Banco Mundial, em breve deverão chegar a Cabo Verde cerca de 500.000 máscaras de protecção, 200.000 luvas, 30.000 batas impermeáveis, 20.000 viseiras de protecção, 20.000 testes rápidos, kits de transporte de testes, entre outros materiais.

Falhas na gestão do primeiro caso de COVID-19 em São Vicente levam à abertura de inquérito. No espaço de algumas horas, São Vicente tornou-se o principal foco de preocupação quanto à evolução da epidemia de COVID-19 em Cabo Verde. A ilha, que até ao final da semana passada não registava qualquer caso confirmado da doença, teve o seu primeiro teste positivo. A forma como o processo foi conduzido levanta dúvidas sobre a coordenação do sistema de saúde. Governo reconhece falhas.

Saúde mental em dias de pandemia. Numa altura em que se intensifica a luta contra a propagação da COVID-19, soam alarmes relacionados com os efeitos da pandemia na saúde mental. A Organização Mundial de Saúde (OMS) defende o reforço de cuidados, durante e após a situação de emergência. O actual contexto aumenta a pressão psicológica. A incerteza, o risco de contaminação e a obrigação de isolamento social podem agravar ou gerar problemas mentais, estima a OMS.

Nesta época pascal, as palavras de Dom Ildo Fortes, Bispo do Mindelo: “O facto de estarmos privados de algumas coisas essenciais, não nos deve lançar no desânimo” e do Reverendo David Araújo, Superintendente Distrital-Sul da Igreja do Nazareno: “Brevemente o temporal vai passar e nós teremos bonança e dias melhores”.

O obituário de Felisberto Vieira Lopes, poeta e advogado. Morreu na tarde de sexta-feira, na Praia, o decano dos advogados de Cabo Verde, Felisberto Vieira Lopes, aos 82 anos de idade. Conhecido como defensor dos presos políticos durante a ditadura colonial,  Vieira Lopes foi uma das vozes mais críticas do partido único. Para traçar o perfil do advogado, poeta e nacionalista, o Expresso das Ilhas conversou com dois companheiros de infância e da luta anticolonial do falecido advogado.

No interior, a opinião de Victor Fidalgo, Cabo Verde – Perspectivando o relançamento económico após a Covid-19; e de Manuel Brito-Semedo, Noti, oh Mai, Kaoberdiano Dambará partiu para terra-longe.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,8 abr 2020 0:04

Editado porAntónio Monteiro  em  27 mai 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.