Volkswagen vai começar as entregas do eléctrico ID.3 na Europa já em Setembro

PorExpresso das Ilhas,30 jun 2020 11:00

A Volkswagen tem o seu ID.3 a ser desenvolvido há já muito tempo e com alguns percalços relevantes. Este é o primeiro carro eléctrico desenvolvido de raiz pela marca, marcando um novo caminho que vai ser seguido no futuro.

Este carro eléctrico parece ter agora entrado no ritmo certo e a marca alemã revelou os seus planos para o futuro. O ID.3 começará a ser entregue aos primeiros clientes na Europa já em Setembro.

Com o novo ID.3 pronto, é hora da Volkswagen preparar o futuro e iniciar os processos de entrega. Do que foi revelado, estas vão iniciar-se primeiro na Europa e acontecem em Setembro. A Volkswagen dá até 17 de Junho para que as encomendas da primeira fase sejam feitas.

Os primeiros modelos ID.3 não vão presentes recursos como o App Connect e o heads-up display que estavam planeados, apesar de estarem previstos para agora. Estes chegarão eventualmente mais tarde numa actualização de software gratuita a ser feita nestes carros eléctricos.

Existirá igualmente um segundo momento de entrega, mais tarde no ano, e que terá carros que vão chegar mais completos. Todas as funcionalidades que agora ficam de fora, vão ser pré-instaladas nos modelos enviados no final do ano.

A Volkswagen prevê vender o ID.3 em três configurações de autonomia diferentes, mas as 30 000 unidades da “First Edition” vão ter bateria de 58 kWh com carga rápida de 100kW DC ou 11kW AC. Usando o padrão WLTP, a empresa afirma que este modelo fará 420 quilómetros com uma única carga.

A “First Edition” vai estar disponível em três níveis de acabamentos, com o básico a custar menos de 40 000 €. No topo teremos o acabamento Max custará menos de 50 000 €, mas terá extras, como um heads-up display de realidade aumentada, dois altifalantes adicionais e funções de assistência ao condutor.

O caminho que o ID.3 tem percorrido não tem sido simples e a Volkswagen tudo tem feito para ultrapassar os problemas. Depois de graves problemas de software, que aparentemente ainda existem, tudo parece apontar para que chegue ao mercado no final do verão, ainda que de forma limitada e com algumas funcionalidades em falta.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,30 jun 2020 11:00

Editado porSara Almeida  em  12 jul 2020 7:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.