Direcção nacional aponta para adesão de 46,64 por cento.

PorAdilson Pereira,28 dez 2017 21:30

​A adesão à greve-geral da Polícia Nacional foi de cerca de 46,64% neste segundo dia de paralisação. Os dados foram apresentados, hoje, pela Direcção da Polícia Nacional, através de um comunicado de imprensa.

Os números da Direcção Nacional da PN, mais uma vez, contrariam os avançados pelo Sindicato nacional de Polícia (SINAPOL), que estimou em 99% a taxa de adesão no segundo dia da greve.

De acordo com a nota da Direcção Nacional da PN, dos 611 efectivos escalados nos diferentes serviços e unidades operacionais, a nível nacional, 53,28% compareceram nos respectivos postos de trabalho e 285 aderiram à greve.

O comunicado da Direcção Nacional da PN procura tranquilizar a sociedade em relação ao cumprimento da operação ‘Natal e Fim de Ano em Segurança’.

“Em relação ao cumprimento do plano operacional para esta quadra, particularmente na capital, vem sendo garantido pelo pessoal que não aderiu à greve que conta com o apoio das Forças Armadas”, lê-se na nota.

Entretanto, a nível das fronteiras nas ilhas da Boa Vista e São Vicente, houve a necessidade de se fazer reajustes. “Na Boa Vista e Mindelo houve necessidade de fazer reajustes, mas as formalidades nas fronteiras vêm acontecendo na normalidade”, informa o comunicado da Direcção Nacional da PN.

"Os serviços estão a ser garantidos normalmente na Praia e no Sal pelos efectivos da Direcção de Emigrantes e Fronteiras que não aderiram à greve".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Adilson Pereira,28 dez 2017 21:30

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  12 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.