Plano contra o tabagismo coloca o foco nas crianças e propõe aumentar impostos

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,21 jan 2019 15:25

A actualização da legislação sobre o tabaco é um dos eixos do Plano Estratégico Nacional para o Controlo do Tabaco, apresentado hoje, na cidade da Praia.

José Teixeira, consultor da Organização Mundial de Saúde (OMS) para o reforço da implementação da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco, diz que a legislação deve proteger as crianças.

"Os menores não podem comprar tabaco, não devem fumar. Temos que proteger. Tal como se fez em relação ao álcool, as lojas não podem vender aos menores", explica.

José Teixeira revela que do Plano Estratégico consta o aumento dos impostos sobre o tabaco.

"É preciso que o imposto aumente, para que o cigarro fique mais caro e as pessoas possam ter menos capacidade de compra. Os menores compram quando é barato, se o cigarro ficar mais caro, não compram", calcula.

O Plano Estratégico Nacional para o Controlo do Tabaco, a vigorar no período 2019-2023, tem por finalidade controlar o tabagismo e a suas consequências sobre a saúde, meio ambiente e economia.

A elaboração foi coordenada pelo Ministério da Saúde e da Segurança Social, através da Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), e teve a assistência técnica da Organização Mundial da Saúde, além da colaboração do Grupo de Trabalho para a Implementação da Convenção Quadro da OMS para o Controlo do Tabaco.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,21 jan 2019 15:25

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  12 out 2019 23:22

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.