OMS celebra Dia Mundial pela Segurança do Paciente

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,17 set 2019 7:47

1

​A Organização Mundial da Saúde (OMS) acaba de institucionalizar o dia 17 de Setembro como Dia Mundial pela Segurança do Paciente, por constatar que anualmente ocorrem mais de 134 milhões de eventos adversos relacionados com falhas na segurança em hospitais.

A data, que se assinala pela primeira vez em 2019, interpela as pessoas a reflectirem sobre um tema que já resultou em 2,6 milhões de mortes, sendo que quatro em cada 10 pacientes atendidos na atenção primária sofrem danos que em 80% são evitáveis.

Ao estabelecer a data, segundo informações da OMS, seis metas internacionais de segurança do paciente foram definidas, começando pela identificação correcta dos pacientes, melhoria de comunicação entre profissionais de saúde com os pacientes, melhoria de segurança do uso de medicamentos, garantia de realização segura de cirurgias, redução de risco de infecções associadas à assistência a saúde e o risco de danos causados por quedas de pacientes.

“O fundamental é que sejamos capazes de conversar sobre práticas assistenciais seguras neste dia, tanto com os pacientes quanto com profissionais de saúde, e que ninguém deva sofrer danos no cuidado em saúde”, alerta a OMS.

O Escritório Regional da OMS para a África reconhece a grande importância da segurança do paciente, a fim de garantir que lhe seja dada o devido protagonismo nos cuidados de saúde na região.

A segurança do paciente foi discutida pelos Estados-Membros na quinquagésima oitava sessão do Comité Regional da OMS para a África.

Os membros do Comité Regional sublinharam a necessidade de sistemas de saúde fortes para abordar as questões da segurança do paciente e a dos profissionais da saúde.

A OMS reconhece que metade do fardo mundial da doença por danos ao paciente provém de níveis de cuidados primários e ambulatórios, e realça que com cuidados onde ninguém sofre danos se podem evitar até 80% dos males nestes ambientes.

Para isso, é necessário melhorar o diagnóstico, a prescrição e a utilização de medicamentos.

Nos países de baixo e médio rendimento, um em cada dez pacientes em instalações de saúde sofre de uma infecção associada aos cuidados de saúde.

“Devemos galvanizar as acções para chegar a sistemas, serviços, procedimentos e práticas mais seguros nos cuidados de saúde de forma a mitigar e eliminar qualquer risco de danos aos pacientes”, realça a directora Regional da OMS para a África na sua mensagem alusiva á data.

O Dia Mundial de Segurança do Paciente é assinalado sob o tema “Segurança do paciente: uma prioridade de saúde global” e o lema “Vamos lutar pela segurança do paciente!” um motivo que apela a todos a dar alta prioridade à segurança do paciente.

Assim sendo, a directora Regional da OMS para a África apela a todas as partes interessadas a assumirem os seus compromissos, a estabelecerem prioridades que apoiem a implementação de estratégias para garantir a segurança do paciente, gerir os riscos e promover uma cultura de apoio e de aprendizagem.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,17 set 2019 7:47

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  27 jan 2020 23:21

1

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.