Governo cria Escola do Mar e institucionaliza “Campus do Mar” de Cabo Verde

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,13 nov 2019 15:41

O Governo aprovou terça-feira, em Conselho de Ministros, os projectos de propostas de decreto-lei que cria a Escola do Mar e institucionaliza o “Campus do Mar” de Cabo Verde, foi hoje anunciado.

Em conferência de imprensa, realizada na Cidade da Praia para apresentar os resultados da última reunião ministerial, o secretário de Estado para a Educação, Amadeu Cruz, explicou que a Escola do Mar é uma entidade empresarial pública, que terá como base a experiência e os recursos do Departamento de Transportes Marítimos, da Faculdade de Engenharia e Ciências do Mar da Universidade de Cabo Verde.

Ainda segundo o governante, a escola terá como missão incrementar e qualificar a capacidade de resposta em relação à demanda, nacional e internacional, do pessoal do mar, fortalecer a ligação entre o ensino e o sector empresarial e ainda consolidar as ofertas formativas, reforçando em áreas de conhecimento de maior empregabilidade.

A Escola do Mar, informou Amadeu Cruz, vai ter sob sua alçada a formação na área das pescas e navegação costeira. Vai-se ainda criar um Pólo na ilha de Santiago para, eventualmente, servir as necessidades da região sul do país.

A mesma terá um Conselho de Administração constituído por três membros, um Conselho Técnico Científico e Pedagógico, bem como um Conselho de Certificação e de Avaliação da Qualidade da Formação Marítima.

No que concerne ao “Campus do Mar” de Cabo Verde, o secretário de Estado para a Educação afirmou que o mesmo, que terá sua sede em São Vicente, será o braço de formação e de investigação do projecto da zona especial de economia marítima.

Amadeu Cruz explicou ainda que a o “Campus do Mar”, institucionalizado na terça-feira, vai centrar na formação e qualificação do capital humano, nomeadamente quadros superiores e técnicos profissionais, e na promoção da pesquisa aplicada para materialização das estratégias de desenvolvimento e internacionalização da economia marítima e também no incremento da competitividade e da produtividade das empresas que operam no sector.

O “Campus do Mar”, segundo avançou o governante, está estruturado em três pilares, sendo eles a formação técnico-profissional, que é suportada pela criação da Escola do Mar”, ensino superior, com base na Universidade Técnica do Atlântico, que já está criada e a investigação que tem por base a criação do Instituto do Mar.

A coordenação executiva do “Campus do Mar” será exercida pela reitora da Universidade de Cabo Verde.

O Governo prevê que todo o exercício legislativo entre em vigor em Janeiro de 2020, depois de passarem pelo crivo do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

Foi também aprovada neste último Conselho de Ministros a resolução que autorização a emissão do canal “France 24” na plataforma da Televisão Digital Terrestre (TDT). O canal deve agora proceder ao registo junto da Autoridade Reguladora para a Comunicação Social (ARC)

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,13 nov 2019 15:41

Editado porSara Almeida  em  9 dez 2019 9:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.