Cabo Verde cria plano para retirada de estudantes de Wuhan

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,29 jan 2020 6:27

2

Cabo Verde está a preparar a retirada dos seus 16 estudantes que estão em Wuhan, epicentro do surto do novo coronavírus, com a parceria de Portugal, revelou esta terça-feira o director do Serviço de Vigilância e Resposta às Epidemias.

Domingos Teixeira deu esta informação em conferência de imprensa para informar sobre a activação da Equipa Técnica Nacional de Intervenção Rápida (ETNIR), face a propagação do coronavírus.

“Há hipótese de os estudantes voltarem para Cabo Verde conforme a evolução da situação. Já estamos a criar um plano para [ver] como organizar o regresso dos estudantes cabo-verdianos. Temos informações que, eventualmente, a sair, sairão junto com os portugueses”, afirmou.

Os estudantes cabo-verdianos a residir na zona de Wuhan, em quarentena devido ao surto do novo tipo de coronavírus, podem fazer parte do plano de evacuação, através de Xangai, que está a ser preparado pelo Governo português.

Domingos Teixeira explicou ainda, que caso isso venha a acontecer só fará plano de viagem quem o Governo chinês autorizar.

No domingo, a embaixadora de Cabo Verde na China informou que está em contacto com os 16 estudantes cabo-verdianos que vivem em Wuhan, cidade onde eclodiu a doença, e que estes estão albergados em universidades diversas e nas respectivas residências.

Numa nota publicada, na página do Facebook, Tânia Romualdo reafirmou que continuam em contacto permanente com os estudantes, através do grupo “Cabo-verdianos na China” na plataforma WeChat.

Na China, encontram-se mais de 350 estudantes cabo-verdianos, 16 dos quais em Wuhan.

ACTUALIZAÇÃO: Entretanto, o governo já anunciou que de momento está descartada a possibilidade de uma evacuação.

"Com respeito à ideia de uma eventual evacuação, importa esclarecer que tal medida contraria frontalmente as directivas das autoridades da República Popular da China e da OMS, visando conter a disseminação do vírus, e encerra elementos de complexidade e riscos a que o governo de Cabo Verde não deve expor os seus cidadãos", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, em conferência de imprensa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,29 jan 2020 6:27

Editado porSara Almeida  em  2 abr 2020 23:21

2

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.