Já entraram em Cabo Verde 20 pessoas provenientes da China

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,4 fev 2020 15:36

Director Nacional da Saúde, Artur Correia
Director Nacional da Saúde, Artur Correia(Rádio Morabeza)

Um total de 20 pessoas provenientes da China, epicentro da epidemia do novo coronavírus, entrou em Cabo Verde nos últimos dias. Nenhuma foi colocada em quarentena obrigatória, até porque a Constituição não permite internamentos compulsivos. A informação foi avançada esta manhã pelo Director Nacional de Saúde, em declarações aos jornalistas, à margem da mesa redonda para assinalar o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro.

Artur Correia revela que todas serão acompanhadas durante os 14 dias da incubação do vírus.

"Todos os casos que regressaram ao país, até hoje de manhã, são pessoas que vieram da China. Chineses e estudantes cabo-verdianos , que não têm sintomas, passaram pela triagem nos aeroportos, onde receberam também aconselhamento e material informativo, e onde também lhes foi aconselhado vivamente que façam uma quarentena voluntaria domiciliar com medidas protectoras, medidas de restrição social, para poderem contribuir para essa prevenção da entrada no país do coronavírus", avança.

A entrada de pessoas vindas da China é uma preocupação das autoridades nacionais. Artur Correia recorda entretanto que a Constituição não permite internamentos compulsivos, "a não ser que que haja motivos concretos e os tribunais podem ser accionados para isso"

Porém, as autoridades pensam que "ainda não temos uma situação que implique accionar os tribunais para obrigar as pessoas. Já montamos, a nível dos aeroportos internacionais, um sistema de vigilância em que todas as pessoas provenientes da China são recebidas por profissionais de saúde, respondem a um questionário e é analisada e avaliada a situação sintomatológica em termos clínicos e epidemiológico e possibilidade de triagem de eventuais casos suspeitos", explica.

Para reforçar a segurança foi criado um número de telefone para aconselhamento médico. O número será divulgado nas próximas horas. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,4 fev 2020 15:36

Editado porSara Almeida  em  27 mar 2020 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.