Criminalidade desceu 17,4% num ano - Director Nacional da Polícia Nacional

PorExpresso das Ilhas,12 mar 2020 15:11

Em 2019 a Polícia Nacional registou menos 3.165 ocorrências criminais em comparação com o ano de 2018, anunciou esta manhã o Director Nacional da Polícia Nacional, Emanuel Estaline, na abertura do 14º Conselho de Comandos que se realiza hoje e amanhã na Praia.

Segundo o Director Nacional da PN o balanço é ainda mais positivo se fizer o balanço dos últimos quatro anos. Aquele responsável aponta para uma quebra de 50% no número de ocorrências nos últimos quatro anos “antecipando a meta preconizada, que era atingir essa percentagem em 2021”, destacou Emanuel Estaline que garantiu que apesar dos resultados a instituição não irá “baixar a guarda”.

“Continuaremos a desenvolver todos os mecanismos tendentes a fazer frente à diversidade dos desafios e conseguir diminuir de forma continuada a criminalidade e devolver a tranquilidade aos cidadãos, mantendo Cabo Verde com um país cada vez mais seguro”, disse ainda.

Emanuel Estaline avançou ainda que 53% das ocorrências contabilizadas Polícia Nacional dizem respeito a crimes contra o património, com uma redução de 2018 para 2019 de 23%. Os furtos registaram uma quebra de 21% (menos 721 ocorrências) e houve menos 20% de roubos (menos 979 casos).

Os crimes contra pessoas, que representam 47% das ocorrências, diminuíram 10% em 2019, nomeadamente nos crimes de homicídios, com uma quebra de 8% (menos três casos em relação a 2018).

“Porém, de realçar o aumento na Praia, em particular, com mais seis homicídios, atentos ao pico de criminalidade registada no último trimestre de 2019”, reconheceu o Director Nacional da polícia cabo-verdiana.

O dirigente destacou ainda a descida de 6% (menos seis casos) nos crimes sexuais contra menores de 16 anos, o recuo de 0,3% em casos de Violência com Base no Género (VBG) e a quebra de 16% (menos 477 casos) nas ofensas corporais em todo o arquipélago.

Contudo, no sentido oposto, os crimes sexuais contra adultos aumentaram 22% em 2019, com mais 14 casos face ao total de 2019.

Por seu lado, Paulo Rocha, ministro da Administração Interna optou por destacar que o ano passado “foi um ano de resultados e de realizações, com impactos relevantes na segurança e no reforço da tranquilidade” da população, destacando os resultados operacionais da Polícia Nacional.

“As ocorrências criminais no geral recuaram para dados próximos aos verificados no ano de 2001, uma diminuição de 17,4%, com menos ocorrências a nível nacional (…) Por outro lado, 2019 foi um ano de continuidade e consolidação da aposta no reforço da capacidade operacional da instituição, em termos materiais, de equipamentos, das condições de trabalho e na motivação dos efetivos”, disse ainda Paulo Rocha.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,12 mar 2020 15:11

Editado porSara Almeida  em  9 dez 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.