SINCOP quer apoio do governo aos Condutores Profissionais que estão no desemprego

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,8 abr 2020 12:08

Edmilson Morreira, Domingos Tavares, Carlos Semedo
Edmilson Morreira, Domingos Tavares, Carlos Semedo Rádio Morabeza

O Sindicato dos Condutores Profissionais de Cabo Verde (SINCOP) exige que o governo apoie os cerca de 95% de condutores que foram para o desemprego devido às medidas de controlo da pandemia do coronavírus em Cabo Verde.

O líder sindical, Domingos Tavares, que falava esta manhã em conferência de imprensa, refere que a maioria dos condutores que estão no desemprego não estão enquadrados no Instituto Nacional de Previdência Social. 

"Queremos que o governo e quem de direito nos dê uma medida clara de apoio para os cerca de 90 - 95%, de condutores que caíram na situação de desemprego. As medidas, segundo o governo, vão abranger a maioria dos trabalhadores que estão inscritos no INPS, sendo que a maioria dos condutores não estão enquadrados no INPS", aponta, instando o executivo a ver como podem enquadrar os condutores "dentro desta situação". 

"Também pedimos a quem de direito que apoie todos os proprietários de transportes públicos, com uma contribuição de pelo menos de 50%, visto que os rendimentos dos proprietários estão a serem prejudicados em mais ou menos 50%",  avança.

Domingos Tavares não quer apenas o prolongamento do prazo para os condutores e proprietários pagarem impostos, mas sim a isenção durante o ano de 2020.

"Também peço isenção, e não prolongamento de prazo, de todas as contribuições e impostos que os proprietários e condutores tem de pagar durante este ano de 2020. Nos queremos por exemplo no que tange ao imposto de circulação, licença de aluguer e inspecção", diz. 

"Seguro sabemos que é mais concreto, mas se for possível ainda melhor, se tem forma de decidir isentar os seguros tudo bem",  explica.

O presidente o Sindicato dos Condutores Profissionais de Cabo Verde (SINCOP), Domingos Tavares, apela ainda à Câmara Municipal da Praia para que crie o mínimo de condições de higiene nos parques de estacionamento, com destaque para o terminal de Sucupira, que não tem casa de banho.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,8 abr 2020 12:08

Editado porSara Almeida  em  15 jan 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.