COVID-19: Testes PCR em ilhas sem casos são "uma questão que está a ser colocada"

PorAndre Amaral,29 mai 2020 18:49

Depois de o laboratório de virologia ter retomado os testes foram identificados 16 novos casos de COVID-19 na Praia. Mas o caso que marca o dia é o da mulher grávida transferida do Sal para São Vicente e que acusou positivo para a doença.

Jorge Barreto, Director do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças, explicou que o facto de a paciente ter acusado positivo nos dois testes realizados se pode explicar pelo facto de "termos um teste rápido em que há a pesquisa de anticorpos de uma forma indiscriminada, ou seja, o teste não nos é capaz de dizer se é o IgM ou o IgG. Fizeram este teste e deu positivo. Assim, nós não sabemos quais são os anticorpos. Por isso é que fizeram o outro teste e todos foram positivos significando que o IgM, que é o anticorpo que nos diz que o contacto foi recente deu positivo".

O teste, no entanto, não diz há quanto tempo se terá dado a infecção explicou ainda Jorge Barreto.

O surgimento deste caso levanta a possibilidade de existirem casos de COVID-19, ainda que assintomáticos, no Sal e em outras ilhas. Questionado sobre a possibilidade de se realizarem testes de PCR nas ilhas onde, até agora, não foram registados casos, Jorge Barreto confirmou que "essa questão está a ser colocada. Eu disse que brevemente São Vicente vai ter condições para realizar os testes de PCR".

No entanto, destacou, o teste PCR é "uma técnica que exige algumas condições, não é possível fazer em qualquer parte. Os laboratórios têm de estar preparados para isso e é uma técnica que exige alguma formação específica".

Assim, continuou o Director do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças, havendo um mecanismo de transporte de amostras que seja eficaz, "não é recomendável que haja uma proliferação para todas as ilhas de laboratórios com essa capacidade, porque depois há toda uma questão de manutenção que deve ser feita, de controlo de qualidade e, por ser uma técnica muito específica, não é aconselhável ter essa proliferação".

De recordar que, depois de alguns dias parado, o laboratório de virologia revelou a existência de mais 16 casos positivos, todos localizados na Praia e também 11 casos suspeitos de infecção que, como disse Jorge Barreto na conferência de imprensa diária de acompanhamento da situação da COVID-19, localizados na Praia (5 casos), Tarrafal de Santiago (5) e São Vicente (1).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,29 mai 2020 18:49

Editado porFretson Rocha  em  29 out 2020 23:20

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.