Sal e Boa Vista com centros para tratar turistas

PorExpresso das Ilhas, Lusa,26 jun 2020 10:28

As duas principais ilhas turísticas de Cabo Verde, Sal e Boa Vista, vão contar com centros de tratamento COVID-19, num projecto que envolve o Governo e os operadores turísticos, que vão disponibilizar médicos para o efeito.

Em declarações hoje à agência Lusa, o ministro do Turismo e dos Transportes, Carlos Santos, explicou que dois futuros centros integram o programa sanitário que o Governo está a desenvolver com os operadores turísticos para transmitir “confiança” ao regresso dos turistas ao arquipélago.

“Estamos, juntamente com o Ministério da Saúde, a preparar dois centros COVID-19, um no Sal e outro na Boa Vista, para garantir aos operadores e aos visitantes que, vindo para Cabo Verde, estão a vir para um destino seguro, onde pelo menos há garantia que teremos condições, equipamentos, ventiladores, pontos de cuidados intensivos, para dar segurança”, explicou o ministro Carlos Santos.

O turismo garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde, tendo batido um recorde de mais de 819 mil turistas em 2019, mas o arquipélago está totalmente fechado a voos internacionais desde 19 de Março. Essa interdição deveria ser levantada em Julho, mas o Governo alegou o “recrudescimento” de casos na Europa, nomeadamente em Portugal, e decidiu esta semana adiar a retoma das ligações internacionais para Agosto.

Só a ilha do Sal recebeu 45,5% do total das entradas de turistas nos hotéis cabo-verdianos em 2019, e a Boa Vista 29,4%.

“Os próprios operadores turísticos já manifestaram a disponibilidade de ceder recursos humanos para fazer funcionar esses centros, designadamente médicos especialistas”, acrescentou Carlos Santos.

Na ilha do Sal, a obra física de reconversão do espaço que vai acolher o primeiro centro COVID-19 arrancou na terça-feira, seguindo-se os trabalhos na Boa Vista. Contudo, ainda falta definir o número de camas que cada centro terá, mas cuja definição será articulada entre os dois ministérios e as necessidades definidas pelos operadores turísticos.

“O acento tónico para os próximos meses é a segurança sanitária”, enfatizou.

Cabo Verde regista um acumulado de 1.003 de COVID-19, desde 19 de Março, distribuídos pelas ilhas de e Santiago (779), Sal (149), Boa Vista (57), São Vicente (12), Santo Antão (04) e São Nicolau (02).

Do total, há a registar oito óbitos, 562 pessoas foram consideradas curadas da doença, dois doentes transferidos para os seus países, e o país tem neste momento 431 casos de infecção ativa (43%).

A pandemia de COVID-19 já provocou quase 484 mil mortos e infectou mais de 9,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,26 jun 2020 10:28

Editado porSara Almeida  em  4 jul 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.