Governo prepara voo de repatriamento para estudantes que se encontram no Brasil

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,4 ago 2020 13:53

Ministro dos Negócios Estrangeiro e Defesa, Luís Filipe Lopes Tavares
Ministro dos Negócios Estrangeiro e Defesa, Luís Filipe Lopes Tavares(Rádio Morabeza)

O governo esta a trabalhar num voo de repatriamento para os cerca de 200 estudantes que se encontram no Brasil. A afirmação é do ministro dos Negócios Estrangeiros e Defesa, que falava no acto de empossamento de Arlindo de Ressurreição Lima como novo Comandante do Pessoal das Forças Armadas de Cabo Verde.

Luís Filipe Lopes Tavares recorda que esse será o terceiro voo de repatriamento entre o Brasil e Cabo Verde, desde 19 de Março

"Vamos continuar a trabalhar. Amanhã ou depois de amanhã vou ter uma nova vídeo conferência com os estudantes, porque eles ficaram de fazer um levantamento, eu diria um inquérito para uma pesquisa no seio dos colegas, para verem a melhor data para a realização do voo. E vamos continuar também [a trabalhar] para fechar a questão do aluguer do avião com uma companhia aérea. Já temos várias propostas, vamos analisar, mas realizaremos esse voo com todo o prazer, com todo o gosto. Tenho dito aos estudantes que, lá onde houver dificuldades, estará sempre o ministério dos negócios e comunidades em representação do Governo de Cabo Verde para os ajudar e é o que nós vamos fazer", explica.

No que diz respeito aos estudantes que se já terminaram o curso e que ainda se encontram na China, Luís Filipe Tavares avança que há um processo a ser desenvolvido com o ministério da Educação, em colaboração com a embaixada de Cabo Verde na China e com o delegado no fórum de Macau, para o regresso desses estudantes a Cabo Verde

“Como sabem as fronteiras estão fechadas entre os países, mas estamos a envidar esforços para que eles possam regressar normalmente. Não se trata, repito, de uma operação de repatriamento, mas é uma viagem normal deles para Cabo Verde, já terminaram o curso. Ainda hoje de manhã falei com a senhora ministra da Educação sobre esta questão, vamos continuar a trabalhar para fazer com que possam viajar o mais rapidamente possível. Não depende só de Cabo Verde, depende das companhias aéreas e da abertura das fronteiras, mas tudo faremos para que a viagem possa decorrer da melhor forma possível ”, avança.

O ministro dos Negócios Estrangeiro e Defesa, realça que, até este momento, o governo já fez 15 voos de repatriamento, num total de 1.100 passageiros.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,4 ago 2020 13:53

Editado porSara Almeida  em  17 jan 2021 23:20

pub.
pub.
pub.
pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.