Agentes sanitários terminam formação online

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,19 ago 2020 13:35

Maria da Luz Lima, Artur Correia
Maria da Luz Lima, Artur Correia Rádio Morabeza

O Director Nacional de Saúde quer que Cabo Verde ganhe uma visão holística da saúde, com uma visão transversal que leve em conta os determinantes da saúde de natureza multissectorial e pluridisciplinar. Posição defendida esta manhã, no acto de encerramento de uma acção de formação de capacitação online dos agentes sanitários, promovida pelo Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP).

Artur Correia refere que esta formação vem ao encontro da tal visão holística. Os problemas de saúde também dependem de vários outros sectores.

 "O agente sanitário desempenha um papel fundamental nesse processo. É aquele profissional da saúde que está dentro, está na base da rede nacional de prestação de cuidados, está mais próximo da comunidade e cada vez mais capacitado terá cada vez mais condições de exercer essa função junto das comunidades. É isso que queremos, que os agentes da saúde, integrados na rede de prestação de cuidados, mesmo a  nível de base, a nível das comunidades, estejam capacitados para também ajudar o empoderamento da população nas questões da saúde ", explica.

Para a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima, a formação veio reforçar o trabalho que tem que ser feito a nível da comunidade.

“Espero que realmente seja um passo fundamental na medicina de proximidade, na proximidade que tanto queremos, aproximar mais a população dos serviços de saúde, trabalharmos conjuntamente nessa óptica. Esta formação calhou agora ser no âmbito da COVID-19, que vai reforçar mais uma vez o trabalho que tem que ser feito ao nível da comunidade, a nível da comunicação de risco, do envolvimento comunitário”, avança. 

A formação teve por objectivo reforçar as capacidades dos agentes sanitários de todo o pais, para a promoção da saúde e prevenção de doenças junto das comunidades. No contexto da COVID-19, visa apoiar no envolvimento comunitário e implementação de medidas preventivas.

A formação contou com a parceria da DNS, Escritório Conjunto de UNICEF/UNFPA/PNUD,ICIEG, ICA, CNDHC e da Direcção Nacional de Educação.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,19 ago 2020 13:35

Editado porSara Almeida  em  8 mai 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.