COVID-19: 75 novos casos em sete concelhos

PorAndre Amaral,4 set 2020 18:01

Cabo Verde registou hoje 75 casos novos de infecção pelo SARS-CoV-2 que provoca a COVID-19. Na Praia os números continuam a não dar sinais de descida e em Mosteiros foram encontrados mais 10 casos. Ao todo foram analisadas 521 amostras.

No total, o Ministério da Saúde registou 75 novos casos em sete dos 22 concelhos do país (Praia 50, Santa Cruz 2, São Miguel 1, São Domingos 2, Ribeira Grande de Santiago 2, Mosteiros 10 e Sal 8).

O elevado número de casos registados na capital é justificado com o facto de as amostras analisadas dizerem respeito a amostras recebidas nos dias 26, 27, 28 e 29 de Agosto e 1 e 2 de Setembro. Há ainda a registar 18 casos suspeitos, anunciou o Director Nacional de Saúde na conferência de imprensa realizada esta tarde.

O Boletim Epidemiológico de hoje aponta assim para a existência de 595 casos activos, 3562 casos recuperados, 41 óbitos e 2 transferidos, perfazendo um total de 4200 casos positivos acumulados.

Na conferência de imprensa o Director Nacional de Saúde, Artur Correia, explicou que há actualmente mais dez casos activos do que na quinta-feira e que estão 479 em isolamento domiciliar e 116 em isolamento hospitalar. A Praia com 291 doentes, Mosteiros com 79 e Sal com 46 são as localidades onde há mais pacientes em isolamento domiciliar. Já no que respeita a doentes recuperados Artur Correia destacou que de ontem para hoje foi dada alta a 60 pessoas.

Sobre os doentes em internamento hospitalar, há um que está em estado grave, internado no Hospital Agostinho Neto. Todos os outros 17, internados nos vários hospitais do país, estão em estado considerado estável pelas autoridades de saúde.

O Director Nacional de Saúde aproveitou a conferência de imprensa para apelar, uma vez mais, para que sejam cumpridas as regras do "isolamento e da quarentena domiciliar". A reforçar este apelo Jorge Barreto, Director dos Serviços Prevenção e Controlo de Doenças, referiu que o isolamento domiciliar só será eficaz se "as pessoas não tiverem contacto com as pessoas com quem vivem, devem fazer a higiene do espaço em que estão isoladas e evitar circular nas zonas comuns de edifícios no caso de viverem em prédios". "Talheres e roupas devem ser separados e as pessoas não devem compartilhar outros objectos", reforçou Jorge Barreto, acrescentando que mesmo as pessoas que estão à espera de resultados também se devem sujeitar a um período de isolamento "porque se o resultado vier positivo podem ter infectado outras pessoas".

"Todas as pessoas que são positivas devem cumprir escrupulosamente as regras de isolamento para não dar hipótese de que o vírus contagie os familiares e os vizinhos. Enquanto não tiver o resultado deve comportar-se como um caso positivo", destacou Artur Correia.

A justificar o acumular de casos no laboratório de virologia da Praia, Artur Correia disse que este se deve à grande procura por parte de pessoas que vão fazer viagens internacionais e destacou que 95 a 98% dos viajantes, que procuraram as delegacias de saúde para a realização de testes PCR para poderem viajar, "tiveram resultado negativo".

Quanto ao número de óbitos registados até agora (41) está abaixo "daquilo que era previsto inicialmente", assim como o número de casos. "Em termos de taxa de letalidade estamos em cerca de 1%", concluiu Artur Correia.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,4 set 2020 18:01

Editado porSara Almeida  em  29 out 2020 23:20

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.