​PN reforça segurança urbana com inauguração do projecto “Cidade Segura” em São Vicente – Paulo Rocha

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,1 dez 2020 7:35

1

A inauguração do Centro de Comando da Polícia Nacional em São Vicente e a entrada em funcionamento do projecto “Cidade Segura”, significam um salto na capacidade de intervenção da força policial em prol da segurança, do bem-estar social e do reforço do sentimento de segurança. Afirmação feita ao final da tarde desta segunda-feira,30, pelo Ministro da Administração Interna.

De acordo com Paulo Rocha, que discursava no acto inaugural da infra-estrutura policial, o projecto foi desenhado, apropriando-se de um conceito que traduz o que de mais moderno existe a nível de segurança pública no mundo.

“Este objectivo apresenta-se centrar na dissuasão dos comportamentos antissociais pela via da redução das oportunidades de cometimento do crime e da antecipação das ocorrências, conferindo rapidez e eficácia na resposta, tornado a cidade mais segura, pacífica e ordeira. Trabalhamos focados na prevenção, aposta que mantemos e que agora reforçamos com este projecto. Esta é a visão que norteou o desenvolvimento do projecto Cidade Segura em São Vicente e que traduz um sistema de segurança urbana que se está a construir a nível nacional”, diz.

O sistema agrega várias valências. A primeira é a videovigilância urbana, que permite uma efectiva gestão dos espaços urbanos, uma proximidade permanente entre o cidadão e as forças de segurança, nomeadamente quando confrontado com alguma situação de emergência. As outras componentes do sistema são a comunicação integrada e o Centro de Comando para gestão das ocorrências, interligado com os demais centros de comando do Sal, da Boa Vista e da Praia.

“O centro possui uma sala de comando e controlo equipado com uma tecnologia de alta complexidade pioneira no país, para onde convergem as imagens captadas pelas câmaras de videovigilância onde ficam armazenadas até 30 dias, podendo ser extraídas, se necessário for, para posterior análise e uso para efeitos de processo-crime dentro do quadro legal e nos termos do regulamento interno de funcionamento. No centro também convergem as comunicações operacionais, o que significa dizer que quem está nesta sala sabe exatamente onde estão os meios operacionais, onde estão posicionadas as câmaras de videovigilância. Desta forma consegue gerir melhor os meios no terreno em função das chamadas de emergência dos cidadãos”, explica.

image

O Centro de Comando abriga uma sala de gestão de crise onde ocorrem reuniões de coordenação relativamente a situações mais complexas que demandam coordenação, decisões rápidas e eficácia.

A tutela da Administração Interna reforça que as câmaras colocadas no espaço urbano não servem apenas para antecipar e detetar crimes, mas também para solucionar problemas encontrados pelos cidadãos no seu dia-a-dia.

O acto inaugural do Centro de Comando da Polícia Nacional em São Vicente foi presidido pelo Primeiro-ministro. Ulisses Correia e Silva fala num projecto amigo e tranquiliza as pessoas garantindo que a proteção de dados e a privacidade estão asseguradas por lei.

“Colocamos a tecnologia de mais alto nível ao serviço da segurança dos cidadãos, do património e do apoio à paz social. É um projecto amigo do cidadão, na perspectiva de que estamos sendo protegidos. As pessoas podem ficar tranquilas de que não haverá, em nenhuma circunstância, mau uso de dados que são recolhidos”, garante.

O projecto Cidade Segura, que numa primeira fase foi implementado em Santiago, contempla a instalação câmaras de videovigilância nas ilhas de São Vicente (300), Sal (103), Boa Vista (66) e Praia (2010). Foi financiado e executado pelo Governo da China, ficando Cabo Verde com a incumbência na execução das obras físicas nos centros de comando.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,1 dez 2020 7:35

Editado porAndre Amaral  em  5 set 2021 23:21

1

pub.

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.