“PAICV votou conscientemente” a actualização dos direitos aduaneiros

PorAndre Amaral,2 fev 2018 11:24

Ulisses Correia e Silva
Ulisses Correia e Silva(Facebook do Primeiro-Ministro)

Primeiro-ministro não entende reacção do PAICV à actualização das taxas aduaneiras que aumentaram o valor das taxas de importação sobre os lacticínios e os sumos de fruta e recorda que o maior partido da oposição votou favoravelmente a legislação proposta pelo governo aquando da aprovação do Orçamento do Estado para 2018.

“Então o PAICV vota uma lei no Parlamento e sente-se enganado?” perguntou o Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, à saída do II congresso da Ordem Profissional de Auditores e Contabilistas Certificados, quando questionado sobre a questão da legislação sobre o aumento dos direitos tarifários sobre os lacticínios e sumos de fruta. “O PAICV votou, creio, conscientemente”, reforçou Ulisses Correia e Silva.

O primeiro-ministro defendeu igualmente que a legislação que aumenta o valor dos direitos de importação sobre os lacticínios e os sumos de fruta “está em vigor há poucos dias” e que, por isso, “não se podem tirar conclusões precipitadas, porque movimentos de aumentos e baixas de preço podem ser movimentos de reacção temporária à medida”. Correia e Silva defendeu que, com tempo, a medida acabará por trazer resultados positivos ressalvando igualmente que, se for necessário, actualizações serão feitas.

Quanto ao PAICV, o primeiro-ministro alega que o maior partido da oposição “anda por curvas que não consegue justificar, porque aprovou”. A actualização da pauta aduaneira “foi aprovada pelo parlamento, com os votos do PAICV”, recordou Ulisses Correia e Silva.

De recordar que desde dia 1 de Janeiro, o leite e derivados, como as natas, que de acordo com a antiga pauta aduaneira pagavam 5% de direitos de importação, passaram a pagar 20%, enquanto os iogurtes naturais e com frutas adicionadas passaram de 20% para 25%.

Os sumos de frutas não fermentados passaram de uma taxa aduaneira de 30% para os 35%. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,2 fev 2018 11:24

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  26 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.