Presidente exige respostas sobre desaparecimentos de crianças

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,7 fev 2018 15:28

Jorge Carlos Fonseca
Jorge Carlos Fonseca

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, disse hoje que os casos de desaparecimento de crianças nos últimos meses em Cabo Verde exigem respostas das autoridades e que, caso for necessário, devem solicitar apoio a nível exterior.

O repto foi lançado pelo Chefe de Estado, esta manhã, na Cidade da Praia, momentos antes de conferir posse aos novos membros da Cruz Vermelha de Cabo Verde, eleitos na XI Assembleia Ordinária que decorreu em Outubro de 2017, depois de ser questionado pelos jornalistas sobre os sucessivos casos de desaparecimentos de crianças que têm ocorrido no arquipélago nos últimos seis meses.

“Temos de encontrar respostas com rapidez possível, eficiência e esperar que as autoridades competentes, nomeadamente as entidades policiais, possam desenvolver o seu trabalho de investigação, sendo que é evidente que todos os casos exigem respostas de todos nós”, precisou.

Jorge Carlos Fonseca apelou à serenidade e calma para que não haja situações de pânico, uma vez que,segundo afirmou,   trata-se  de mais um caso onde todos devem estar unidos.

Por ser um “fenómeno novo, complexo com contorno sofisticado”, o Presidente da República disse que já é o momento das autoridades policiais e de investigação apetrecharem-se e aprimorarem os seus métodos de actuação e de investigação de modo a adaptarem-se aos novos tempos.

“Não devemos ter nenhum problema se for necessário procurar apoios no exterior, sendo que são fenómenos novos, possivelmente haverá gente que possa ter mais experiência, mais meios, conheça melhor os contornos desses fenómenos”, sublinhou, admitindo que nessas situações é preciso se preparar para o pior cenário, mas esperar sempre que as coisas corram bem.

Desde Novembro que três crianças desapareceram de bairros periféricos da cidade da Praia. O caso mais recente é o dos dois menores, de 11 e 9 anos, com paradeiro desconhecido desde sábado. Edvanea Gonçalves, de 10 anos, residente no bairro Eugénio Lima, está desaparecida desde Novembro do ano passado.

Há ainda o caso de uma jovem de 19 anos que terá desaparecido de casa com um bebé recém-nascido, em Agosto de 2017, também na capital.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,7 fev 2018 15:28

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.