"Roma e Pavia não se fizeram num dia". Deputados do MpD pedem tempo para resolução dos constrangimentos no transporte aéreo

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,31 mai 2018 16:43

Os deputados do MpD, eleitos por São Vicente, apontam final de 2018 como meta para a resolução do problema de transporte aéreo de cargas de e para a ilha.

Os empresários têm alertado para os problemas e prejuízos causados com o fim das operações da TACV em São Vicente, sobretudo no escoamento dos produtos, bem como na aquisição de matérias-primas.

João Gomes, porta-voz do grupo, que falava hoje à imprensa, no final da visita de círculo, afirma que o problema e a sua resolução estão a ser equacionados.

“Temos que dizer, e tem que ficar assente,  que o problema do transporte aéreo, estamos a falar do transporte aéreo de cargas, é uma realidade. Neste momento, há uma ausência desse transporte e o Governo está a trabalhar neste sentido. É bom que fique presente que não tem que ser necessariamente a TACV. O problema está a ser equacionado ao mais alto nível, vai haver uma resposta ainda este ano de 2018. Se será a TACV ou não nós não podemos dizer neste momento, porque o Governo também ainda não tem uma resposta,  mas é um problema que existe, é um problema real e vai ser resolvido”, diz.

O fim da operação da TACV para São Vicente aconteceu em Setembro de 2017, por decisão da nova gestão da empresa.

Também a falta de conexão inter-ilhas nas passagens internacionais da companhia de bandeira prejudica a mobilidade interna, sobretudo devido ao aumento dos custos e transtornos. João Gomes reconhece a situação mas afirma que há que dar tempo ao Governo para soluciona-lo.

“Este é um problema que existe neste momento e é um problema que se coloca ao Governo. O Governo está a equaciona-lo, está a trabalhar na privatização da TACV. Este é um dos temas que está sobre a mesa e obviamente não faz sentido algum que quem vive na Praia ou no Sal tenha maiores facilidades em viajar, porque aqui estaremos a pôr em causa o principio de igualdade. Por isso é que nós, os sanvicentinos e as outras ilhas, vamos ser contemplados. Mas reparem, 'Roma e Pavia não se fizeram num dia"frisa.

O parlamentar pede compreensão e garante que a questão da conexão será resolvida com a privatização dos TACV.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,31 mai 2018 16:43

Editado pormaria Fortes  em  15 nov 2018 3:23

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.