"O país não começa e não termina nos Governos e no Estado" - PM

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,20 jul 2019 9:59

(Inforpress)
(Inforpress)

​O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, disse sexta-feira, no Mindelo, que não se constrói um país com o Governo como um “grande cofre”, que recebe ajuda externa, ou se endivida e distribui para as ilhas.

O chefe do executivo falava numa conversa aberta, realizada na tarde de sexta-feira, no Auditório Onésimo Silveira, da Universidade do Mindelo, onde respondeu a diversas perguntas, das políticas para a juventude, à regionalização, passando pela manifestação de 5 de Julho.

“O país não começa e não termina nos Governos e no Estado, começa nos cidadãos. São estes estão que no Governo, nas instituições”, disse.

Para o primeiro-ministro, a dicotomia entre “cidadão vítima” e o Estado que “castiga e que dá” é a “pior forma” de se abordar o desenvolvimento. Este repto, acrescentou, é “especialmente válido” para São Vicente, que precisa que os jovens conheçam as políticas do Governo para este segmento da população, em que se incluem “várias linhas de crédito” e formações disponíveis.

“Procura-se, arrisca-se para se conseguir ter sucesso”, lembrou Ulisses Correia e Silva.

Questionado sobre a “alta participação” na manifestação de 5 de Julho, o chefe do Governo disse não querer fazer comentários. Lembreu que a manifestação é "um direito", mas acrescentou que “não se pode criar a ideia contrária, de quase uma ditadura, de que só porque têm 10.000 podem impor a 500 mil cabo-verdianos”.

“Temos que ter o sentido do equilíbrio e ter o sentido da razoabilidade”, reforçou.

Na conversa participaram ainda os secretários de Estado da Economia Marítima, Paulo Veiga, e da Juventude, Carlos Monteiro.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,20 jul 2019 9:59

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 abr 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.