​Cabo Verde e FIDA reforçam cooperação para criar resiliência

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,5 nov 2019 8:59

Ulisses Correia e Silva e Gilbert Houngbo
Ulisses Correia e Silva e Gilbert Houngbo

Cabo Verde reforçou ontem a cooperação com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). O objectivo é criar resiliência para que o arquipélago deixe de estar tão dependente de situações emergenciais, disse ontem o Primeiro-ministro.

Informação avançada pelo Primeiro-Ministro, através de uma publicação na sua página de Facebook, após um encontro esta segunda-feira, em Itália, com o presidente do FIDA, Gilbert Houngbo.

Em declarações à imprensa, Ulisses Correia e Silva disse que são necessários mais investimentos que façam com que haja maior diversificação das actividades económicas nas zonas rurais.

“Para além da agricultura, a própria pesca nos lugares onde há acesso ao mar, o ecoturismo, actividades de transformação agro-alimentar. O foco é também na luta contra a pobreza, para tornar as pessoas mais autónomas, com rendimento via produção, via emprego. Isto casa muito bem com a filosofia de intervenção do FIDA. Vários programas em curso, particularmente o POSER, têm estado a ir beste sentido – não de gerir a pobreza mas criar condições para que as pessoas possam sair da pobreza. Novos instrumentos estão a ser desenhados para podermos ter uma acção de cooperação ainda mais forte relativamente àquilo que existe actualmente”, garante.

Ulisses Correia e Silva afirma que Cabo Verde é reconhecido pelo Presidente do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola como um grande exemplo na região e a nível da África, em termos de desenvolvimento, progresso e governação.

O chefe do Governo diz que recebeu garantias da continuidade de financiamentos das actividades que as equipas estão a trabalhar, para novos produtos financeiros de acordo com as necessidades de Cabo Verde e com foco na inclusão da população rural.

A visita do Primeiro-ministro a Itália começou no sábado e termina amanhã.

Correia e Silva chefia uma delegação, integrada pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, e pelos presidentes das Câmaras Municipais do Fogo, Jorge Nogueira, Fernandinho Teixeira e Alberto Nunes. No regresso ao país, o primeiro-ministro fará uma escala de dois dias em Portugal, para participar na WebSummit.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,5 nov 2019 8:59

Editado porSara Almeida  em  18 nov 2019 12:19

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.