​Governo mobiliza financiamento para reforma do ensino

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,13 fev 2022 13:55

O governo mobilizou um financiamento junto do Banco Mundial para continuar com a reforma do ensino secundário do 9º ao 12º ano, em curso, e para a formação contínua dos professores.

O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, em São Vicente, durante a tomada de posse do novo delegado do Ministério da Educação de São Vicente, Jorge da Luz, que ocorreu sexta-feira, 11, sem detalhar o montante do financiamento.

“As matrizes curriculares de todo o ciclo, do 9º ao 12º ano, estão prontas, foram socializadas com os dirigentes do ME e serão submetidas em breve ao Conselho de Ministros para aprovação. Mobilizamos uma linha de financiamento, através do Banco Mundial, para reforço dos laboratórios, particularmente das tecnologias, mas também para elaboração e produção de manuais do 1º ao 12º ano de escolaridade”, afirmou.

Segundo a tutela da pasta da educação, todos manuais serão produzidos de acordo com a realidade do país e elaborados pelas academias e universidades nacionais, principalmente pela Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), em parceria com consultores internacionais.

“Isto para promover o alinhamento do perfil de saída dos alunos com o de ingresso nas universidades no país, e também com os estudantes do ensino secundário da Europa Ocidental, da América do Norte e de alguns países asiáticos, para que os estudantes cabo-verdianos possam competir com os colegas dos países mais desenvolvidos “referiu.

De acordo com Amadeu Cruz, o Ministério da Educação está a implementar o Plano Nacional de Formação dos Professores nas áreas da pedagogia, metodologia e ciência.

“Estamos a desenhar e a reestruturar o sistema de comunicação, de tecnologias e multimédia para servir de suporte à formação contínua dos docentes, com recurso à TV Educativa, à Rádio Educativa e da rede tecnológica da formação à distância”, acrescentou.

O governante anunciou ainda que o Plano Nacional de Construção, Ampliação e Reabilitação de Infra-estruturas Educativas está a ser concluído para “dar respostas às necessidades emergenciais”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,13 fev 2022 13:55

Editado pormaria Fortes  em  2 nov 2022 23:27

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.