​Augusto Neves acredita que Plataforma de Desenvolvimento Local vai melhorar qualidade de vida na ilha

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,13 abr 2019 8:17

Augusto Neves, Elisabete Mendes, Júlio Lopes e Angèle da Cruz
Augusto Neves, Elisabete Mendes, Júlio Lopes e Angèle da Cruz(Rádio Morabeza)

A Plataforma de Desenvolvimento Local de São Vicente chegou no momento certo e irá ajudar muito na resolução dos problemas que afligem a população. Quem o diz é o presidente da autarquia mindelense, que ambiciona ter todas as habitações ligadas à rede pública de água e esgotos, trabalhar para que cada família tenha uma habitação, lutar contra o plástico e aproximar a saúde das pessoas.

Augusto Neves discursava na tarde desta sexta-feira, em São Vicente, durante o lançamento do Programa Plataforma para o Desenvolvimento de São Vicente. A elaboração do documento deve envolver, além da Câmara Municipal, o sector privado, instituições governamentais, Associação nacional dos Municípios de Cabo Verde, Universidades, Assembleia Municipal, cooperação descentralizada, a sociedade civil, a diáspora, entre outros.

O projecto enquadra-se numa iniciativa maior, a nível nacional – o Programa Plataforma para o Desenvolvimento Local e Objectivos de Desenvolvimento Sustentável - que tem como principal parceiro o Governo do Grão Ducado do Luxemburgo, com um apoio financeiro de 3,2 milhões de euros, administrado pelo PNUD e implementado pelo Governo.

Com todas essas parcerias, Neves acredita na melhoria da qualidade de vida dos mindelenses.

"Juntando os parceiros, de certeza que teremos uma população com melhor habitação, com água mais próxima e com esgoto canalizado. De certeza que conseguiremos dar passos largos para melhorar o ambiente, lutar contra o plástico que é um fenómeno especial em São Vicente. São programas que poderemos todos aderir e fazer essa luta para que gerações vindouras tenham menos problemas de saúde”, aponta.

Presente no acto, Angèle da Cruz, Encarregada de Negócios do Grão Ducado de Luxemburgo, diz que o desenvolvimento local é o elemento essencial para garantir o desenvolvimento social e económico sustentável e inclusivo do país. Por isso, o programa indicativo de cooperação 2016/2020, entre os dois países, dotados de um orçamento de 54 milhões de euros tem uma importante linha de apoio ao desenvolvimento local.

“Foi por isso que o Luxemburgo decidiu financiar o programa Plataforma implementado pelo Governo de Cabo verde com o apoio do PNUD. Fizemo-lo por acreditar na importância de reforçar as capacidades e mecanismo de desenvolvimento local”, diz.

São Vicente é um dos novos municípios a ser beneficiado do Programa Plataforma para o Desenvolvimento Local, juntamente com Ribeira Brava, Tarrafal de São Nicolau, Boa Vista, São Lourenço dos Órgãos, Santa Catarina e São Miguel. Na primeira fase, o projecto-piloto envolveu nove municípios: os três do Fogo, os três de Santo Antão, São Salvador do Mundo e Ribeira Grande, em Santiago, e Brava.

O objectivo do programa é melhorar a articulação, a coordenação e a gestão dos processos de desenvolvimento local, através da implementação de plataformas de articulação multinível, multissectorial e multiactores. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,13 abr 2019 8:17

Editado porFretson Rocha  em  14 out 2019 23:23

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.