“Cabo Verde é um importante parceiro de Portugal” - João Neves

PorSheilla Ribeiro,5 dez 2019 14:43

João Neves
João Neves

O Secretário de Estado Adjunto e da Economia de Portugal, João Neves, disse hoje que Cabo Verde é o trigésimo cliente das exportações portuguesas e que Portugal tem é o segundo maior cliente do país, a seguir a Espanha.

João Neves falava durante a abertura do Fórum Económico “Mar e Inovação, drivers da Economia Global”, no âmbito das Comemorações do V Centenário da Viagem de Circum-Navegação, comandada pelo navegador português Fernão de Magalhães.

De acordo com aquele governante português, as exportações portuguesas de bens para Cabo Verde cresceram a um ritmo significativo nos últimos anos tendo atingido o seu máximo em 2017. As importações portuguesas de Cabo Verde após um crescimento substancial em 2017 estabilizaram nesse valor ao longo do ano de 2018.

“Do ponto de vista de comércio de serviços tem-se vindo a registar um crescimento significativo mútuo desde 2014 sendo que em 2018 o balanço de bens e serviços com Cabo Verde totalizou cerca de 358 milhões de euros de exportações e 107 milhões de euros de importações. Representando as viagens e o turismo cerca de 1/3 deste montante de exportação de serviços”, declarou.

A par das potencialidades do comércio bilateral, avançou, será também importante prosseguir um caminho de maior diversificação das importações portuguesas de Cabo Verde, que se apresentam fortemente concentradas em vestuário e calçado e para os quais Portugal tem toda abertura para ajudar que este processo se concretize.

Na mesma linha, João Neves informou que houve, em 2018, cerca de 3 mil empresas portuguesas a exportar para Cabo Verde. O que é “bem elucidativo” do interesse tecido empresarial de Portugal no mercado cabo-verdiano.

Segundo o Secretário de Estado Adjunto e da Economia portuguesa, Portugal manifesta todo o interesse em captar investimento cabo-verdiano para Portugal.

“Esperamos que dentro de poucos anos estejamos a dar nota dessa nova tendência de Cabo Verde como investidor no exterior”, manifestou.

Sublinhou ainda a importância de adoptar mecanismos de facilitação das trocas comerciais, onde uma logística de transporte assume uma “dimensão crucial” a par de instrumentos de qualificação da mão-de-obra às necessidades do investimento empresarial no sentido de facilitar a captação de investimento para Cabo Verde, nomeadamente, de investimento de origem portuguesa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,5 dez 2019 14:43

Editado porSara Almeida  em  25 ago 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.