Cabo Verde Airlines já não pode voar para Itália

PorExpresso das Ilhas,19 jul 2018 21:28

2

Cabo Verde Airlines deixa de poder voar para os aeroportos de Malpensa (na foto) e Roma
Cabo Verde Airlines deixa de poder voar para os aeroportos de Malpensa (na foto) e Roma

Empresa nacional de aviação foi proibida de utilizar os aeroportos italianos de Roma e Malpensa. Na base da decisão da reguladora está a supressão de voos nos últimos dias e que causaram "transtornos a centenas de passageiros".

Em comunicado de imprensa, a ENAC (Ente Nazionale per l’Aviazione Civile) explica que tendo em conta “os cancelamentos de vôos operados pela Cabo Verde Airlines nos últimos dias, que resultaram em transtornos para centenas de passageiros com voos regulares para Cabo Verde, a Agência Nacional de Aviação Civil revogou as licenças para a transportadora operar nos aeroportos nacionais”.

A ENAC avança ainda que foi solicitada à empresa uma lista de passageiros envolvidos nesta situação e intimou a Cabo Verde Airlines a suspender a venda de passagens com destino a Itália a partir de amanhã, 20 de Julho.

O comunicado emitido pela ENAC revela que aquela reguladora pediu à sua homóloga cabo-verdiana, a Agência de Aviação Civil, “informações sobre a situação da empresa e uma intervenção sobre a mesma para resolver a situação de dificuldade que surgiu, tendo em consideração a temporada de verão em andamento”.

Tendo em conta as dificuldades que enfrentam os passageiros, a ENAC apontou que já iniciou contactos com o consulado brasileiro para “acompanhar o redirecionamento de passageiros, tendo em vista o facto de que muitas pessoas tinham passagens compradas em voos cancelados que teriam o Brasil como destino final”.

A ENAC acrescenta ainda que vai continuar a acompanhar esta situação e a assegurar o cumprimento do Regulamento da Comunidade Europeia “não apenas no que diz respeito ao reencaminhamento de passageiros que já possuam bilhetes, mas também fornecendo, de um modo mais geral, todas as informações necessárias aos utilizadores e ainda ao eventual reembolso do custo do bilhete e o pagamento da compensação financeira, quando devida, pela empresa aos passageiros envolvidos”.

De recordar que desde o início de Julho que a Cabo Verde Airlines enfrenta sérias dificuldades em assegurar as ligações aéreas para os aeroportos onde opera por causa da ausência de aviões. A companhia reconheceu, há dias, em comunicado de imprensa, que mais de 7 mil passageiros tinham sido afectados por esta situação. A frota começou a ser reposta no passado fim-de-semana, mas a situação está longe de estar normalizada.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,19 jul 2018 21:28

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  16 nov 2018 3:23

2

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.