Estado arrecada 108 mil contos com venda de acções da CVA a emigrantes

PorAndre Amaral,21 fev 2020 17:03

Depois dos funcionários, o segundo lote de acções da Cabo Verde Airlines que o Estado colocou no mercado foi vendido a emigrantes. Ao todo entram na empresa 44 novos accionistas.

Pela venda de 7,465% das acções que detinha no capital social da empresa aérea, o Estado vai arrecadar cerca de 108 mil contos.

A apresentação dos dados desta operação de venda directa das acções foi feita na tarde desta sexta-feira na Bolsa de Valores e, segundo o administrador executivo da Bolsa de Valores de Cabo Verde (BVCV), Edney Cabral, "a procura superou largamente a oferta". Ao todo foram postas à venda 74.650 acções tendo a Bolsa recebido um total de 85.913 pedidos de compra "o que obrigou ao rateio das acções".

Já o director de operações de mercado da Bolsa de Valores, Edmilson Mendonça, explicou que na BVCV as acções têm um valor nominal de 1000$00 mas foram vendidas ao preço de 1457$00 por acção no período que decorreu entre 30 de Setembro e 16 de Dezembro do ano passado.

Com a conclusão do processo de venda deste lote de acções entram 44 novos accionistas para o capital social da empresa de aviação. 

A Loftleidir Cabo Verde é a accionista maioritária da Cabo Verde Airlines desde Março do ano passado, altura em que formalizou a posse de 51% do capital da empresa. O Estado é, por enquanto, o segundo maior accionista com 39% das acções seguindo-se depois os emigrantes com 7,4% e os trabalhadores com 2,6%.

No entanto, o objectivo do Estado é sair por completo do capital social da Cabo Verde Airlines. Segundo Sandeney Fernandes, gestor de carteira na UASE (Unidade de Acompanhamento do Sector Empresarial do Estado) os 39% das acções que o Estado detém no capital da empresa "serão colocados no mercado em breve" para serem vendidos a instituições "que participem na cadeia de valor" do sector turístico nacional. Questionado se o accionista maioritário pode optar por reforçar a sua posição na empresa, Fernandes respondeu este que "tem legitimidade para tal".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,21 fev 2020 17:03

Editado porSara Almeida  em  22 out 2020 23:21

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.