CVA permite alteração de reservas sem penalização

PorNuno Andrade Ferreira,10 mar 2020 16:26

​A Cabo Verde Airlines (CVA) alterou as regras para troca de datas de viagem, como forma de proteger os passageiros com bilhetes comprados entre 27 de Fevereiro e 30 de Abril e com voo marcado até 30 de Maio.

A decisão, que surge como resposta ao alastramento do novo coronavírus, permitirá aos passageiros a alteração das datas constantes da reserva, sem custos adicionais.

O período de viagem para reagendamentos estende-se até 30 de Junho, refere a companhia aérea em comunicado.

Deste modo, todos os bilhetes comprados entre 27 de Fevereiro e 30 de Abril, com data original de viagem até 30 de Maio de 2020, com origem ou destino em qualquer aeroporto servido pela CVA, poderão alterar as suas reservas até 14 dias antes da partida. Esta alteração será feita sem encargos ou taxas. O período de viagem para os reagendamentos estende-se até 30 de Junho de 2020.

Também os passageiros com bilhetes reservados entre 27 de Fevereiro e 30 de Abril, de ou para Itália e que ainda não tenham iniciado a sua viagem poderão reagendar a mesma até 30 de Junho sem custos ou taxas, ou receber reembolso pelo bilhete. Recorde-se que o Governo suspendeu os voos provenientes de Itália, pelo menos, até ao final de Abril.

Já os passageiros que tenham comprado bilhete antes de 27 de Fevereiro, mas que tenham viagem marcada até 30 de Maio, poderão alterar as suas passagens sujeitos às condições de tarifa, explicou ao Expresso das Ilhas Raúl Andrade, vice-presidente de Vendas e Marketing da CVA. 

O responsável da empresa ressalva que os passageiros que se encontram em Itália e que iniciaram a viagem para Milão ou Roma, antes da restrição imposta pelo Governo, não poderão alterar as reservas, visto que isso violaria a resolução de restringir a entrada de passageiros provenientes de voos directos de Itália para Cabo Verde. 

"Ainda assim, o serviço de Apoio ao Cliente da Cabo Verde Airlines irá analisar cada questão caso a caso", comenta Raul Andrade.

Os pedidos de reagendamento podem ser feitos, nomeadamente, através do email change.my.flight@caboverdeairlines.com. As condições podem ser consultadas no site da companhia

“Para a segurança dos passageiros, a frota da Cabo Verde Airlines está equipada com kits de prevenção que incluem máscaras e gel desinfectante”, acrescenta a CVA, em comunicado. 

A epidemia do novo coronavírus começou em Dezembro, na China e alastrou-se, nas últimas semanas, a mais de uma centena de países. Foram diagnosticados 117 mil casos da doença. Cabo Verde ainda não tem registo de casos. 

Esta terça-feira, o Primeiro-Ministro pediu responsabilidade social. Ulisses Correia e Silva falava na apresentação do Plano Nacional de Contingência, que sistematiza a resposta do país ao Covid-19.

Uma das decisões do executivo passa pelo cancelamento de eventos internacionais que reúnam números elevados de participantes provenientes de países afectados pela epidemia. Como consequência, foi já confirmado o adiamento da edição deste ano do Kriol Jazz Festival

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Nuno Andrade Ferreira,10 mar 2020 16:26

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  12 jul 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.