PIB com quebra de 31,7% no segundo trimestre

PorAndre Amaral,9 out 2020 10:52

Entre 01 de Abril de 30 de Junho o PIB nacional teve uma quebra de 31,7%, aponta hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE) no relatório sobre as Contas Nacionais Trimestrais. Exportações diminuíram 76,3% e as importações recuaram 35,8%.

A quebra acentuada do PIB nacional no segundo trimestre, quando comparado com igual período do ano passado, é reflexo do impacto da pandemia de COVID-19, justifica o INE.

"Este resultado é explicado em larga medida pela queda acentuada das exportações, do consumo privado e do investimento. Do lado da oferta, o Valor Acrescentado Bruto (VAB), a preços de base, apresentou uma evolução homóloga negativa de 29,8%, destacando-se para o efeito as atividades dos transportes, alojamento e restauração", refere o INE.

Já no que respeita à colecta de impostos líquidos o documento publicado, esta manhã, pelo INE aponta para uma quebra na ordem dos 43,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

O documento do INE, a que o Expresso das Ilhas teve acesso, aponta igualmente que o "Consumo Privado diminui 14,3%, em termos reais, no 2º trimestre de 2020, o que traduziu num decréscimo face à variação positiva de 4,1%, registada no trimestre anterior" sendo que, em sentido contrário esteve o Consumo Público que, conforma aponta o documento publicado pelo INE, apresentou uma taxa de variação homóloga positiva de 9,0%, em volume. 

Em queda esteve também o investimento. As Contas Nacionais Trimestrais apontam para um abrandamento do investimento na ordem dos 27,4%, em volume, no 2º trimestre de 2020.

A concluir, o relatório elaborado pelo Instituto Nacional de Estatística destaca que, no segundo trimestre deste ano, se registaram quebras de 76,3% nas exportações e para uma descidas das importações na ordem dos 35,8%.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,9 out 2020 10:52

Editado porSara Almeida  em  23 out 2020 20:19

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.