Estabelecimentos hoteleiros receberam mais de 1 milhão de hóspedes em 2023

PorSheilla Ribeiro,27 mar 2024 12:03

Os estabelecimentos hoteleiros nacionais acolherem um total de 1.010.739 hóspedes em 2023, que comparativamente ao período pré-pandemia em 2019, representa um aumento de 23,4%.

Segundo o Instituto Nacional de Estatísticas, face ao ano de 2019 (período pré-pandemia), registou-se um crescimento de 23,4% no número de hóspedes, passando de 819.308 para 1.010 .739 hóspedes.

As dormidas atingiram 5.150.806 no mesmo período, traduzindo-se numa variação positiva de 26,0%, relativamente ao ano de 2022.

Comparativamente com o ano de 2019, o número de dormidas, no período em análise, registou acréscimo de 0,7%, passando de 5.117.403 para 5.150.806, segundo a mesma fonte.

“Em todos os trimestres de 2023, verificaram-se acréscimos nos hóspedes e nas dormidas face ao ano de 2022, exceptuando o decréscimo registado no número de hóspedes no terceiro trimestre de 2023. O maior acolhimento verificou-se no quarto trimestre (347.173 hóspedes)”, lê-se.

Nas dormidas, o comportamento foi semelhante. O maior valor verificou-se no quarto trimestre de 2023, com 1.454.897 dormidas.

O INE informou que a análise por tipo de estabelecimentos, revela que os hotéis continuam a ser os estabelecimentos hoteleiros mais procurados, representando 93,5% do total das entradas. Seguem-se as residenciais (3,2%), as pensões (1,7%) e os hotéis apartamentos (0,7%) com a proporção das entradas mais significativas.

Relativamente às dormidas, os hotéis representaram 96,5%, as residências 1,4%, as pensões 1,1%, e os hotéis apartamentos 0,5%.

A Ilha do Sal continua a ter maior acolhimento, com 57,1% do total das entradas nos estabelecimentos hoteleiros, seguida da Ilha da Boa Vista com 25,9%, Santiago com 9,4% e Ilha de São Vicente com 3,8%.

As restantes ilhas tiveram um peso de 3,9% das entradas.

Por país de residência habitual dos hóspedes, os residentes em Cabo Verde originaram 4,8%das entradas e 2,5% das dormidas.

Em 2023, o principal mercado emissor de turistas foi o Reino Unido, com 26,8% do total das entradas nos estabelecimentos hoteleiros.

A seguir vêm Alemanha (11,4%), Países Baixos (Bélgica+Holanda) (10,3%), Portugal (9,8%), França (7,5%), Itália (3,9%) e Polónia (3,8%) do total das entradas.

Segundo a mesma fonte, os outros países agregados representaram 21,8% do total das entradas nos estabelecimentos hoteleiros, no ano de 2023.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,27 mar 2024 12:03

Editado porSara Almeida  em  23 abr 2024 16:20

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.