Destaques da edição 973

PorExpresso das Ilhas,22 jul 2020 5:50

Nesta edição, o Expresso das Ilhas destaca a economia: A crise vai ser dura em 2020. Em 2021? Logo se vê… O ministro das finanças disse, recentemente, que não queria activar o “modo fúnebre”, mas o momento não está para funaná, até porque a queda do PIB, que decorre da crise provocada pela pandemia, no fundo, significa que o país está mais pobre. Uma análise aos números da crise que já chegou e à que espreita ao virar da esquina.

Pedro Simas, virologista: “As pessoas não podem ficar em pânico”. Sete meses depois da descoberta do novo coronavírus, já muito se sabe sobre o SARS-CoV-2. Parte desse conhecimento resulta de experiências anteriores com vírus semelhantes, identificados há várias décadas. Virologista do Instituto de Medicina Molecular, da Universidade de Lisboa, Pedro Simas explica que, em termos de dinâmica de infecção, o agente causador da covid-19 é “muito semelhante” a outros coronavírus já endémicos na população humana, com um impacto “muito modesto” na saúde pública. Contudo, recorda que “vivemos numa situação de emergência pandémica grave”, apelando, por isso, a que se protejam os grupos de risco.

Cabo Verde Airlines: Modelo de negócio já não existe. Futuro da Loftleiðir Icelandic depende em grande parte, segundo o relatório e contas da empresa, de possíveis “desenvolvimentos negativos” nas operações da Cabo Verde Airlines. Modelo de negócio preparado entre o governo e a empresa islandesa “já não existe”, diz o ministro das Finanças.

Ainda a pandemia no arquipélago: Entre a diminuição de casos e os comportamentos de risco. Director Nacional de Saúde defende que Cabo Verde está a atravessar um período descendente do número de novos casos de COVID-19. Ainda assim, adverte, com este vírus, a qualquer momento, tudo pode mudar. Resultados do estudo serológico vão ser conhecidos esta semana.

Sementeira: Agricultores de Santiago com esperança nas chuvas. Pese embora as circunstâncias que o país enfrenta, de extrema escassez de chuva desde 2017, homens e mulheres do campo da ilha de Santiago estão esperançosos de que este ano as coisas terão outro rumo. Alguns já começaram a sementeira, outros aguardam mais um pouco, mas todos têm a esperança de que: “es ano Deus ta danu txuba – este ano Deus nos dará a chuva”. E o verde que, timidamente, surgiu com as primeiras gotas é sinal de alento.

Na cultura: Ondina Ferreira e Oswaldo Osório escrevem sobre Corsino Fortes no 5º aniversário da morte do poeta.

Também a opinião de Eurídice Monteiro, 10 Rodas; de Paulo Monteiro Jr., A economia cabo-verdiana na crise da Covid-19; e de José Silva Évora, As epidemias na História de Cabo Verde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,22 jul 2020 5:50

Editado porDulcina Mendes  em  9 ago 2020 19:19

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.