SIACSA perde a paciência com Câmara de São Vicente

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,11 abr 2018 14:53

Presidente do SIACSA, Gilberto Lima
Presidente do SIACSA, Gilberto Lima(Rádio Morabeza)

O SIACSA cansou-se de esperar pela Câmara Municipal de São vicente para a resolução do caderno reivindicativo dos Bombeiros Municipais da ilha.

O presidente do Sindicato da Indústria Geral, Alimentação, Construção Civil, Agricultura e Serviços Afins (SIACSA)  considera ser chegado o tempo de uma luta mais enérgica por parte dos soldados da paz, para a qual estes profissionais podem contar com a ajuda sindical.

“Implementação do novo estatuto dos bombeiros, melhores condições de trabalho, alargamento do número de bombeiros, seguro de vida, nivelando as categorias profissionais dos bombeiros e assédio moral. Estranhamos a Câmara Municipal de São Vicente, que gasta vinte e dois mil contos num só festival, enquanto persistem faltas de equipamentos e melhores condições de vida e de trabalho para os bombeiros", explica.

Esta manhã, em conferência de imprensa, na Praia, Gilberto Lima referiu-se também à classe de estiva, afirmando que os estivadores continuam a aguardar um ajuste salarial, por parte da ENAPOR, tendo em conta os resultados da empresa.

O presidente do SIACSA chamou os jornalistas para falar sobre a situação laboral do país. No encontro, o sindicalista apontou a falta de fiscalização e inoperância das instituições, morosidade da justiça e a cultura de medo nos seio dos trabalhadores cabo-verdianos como alguns dos problemas que persistem. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,11 abr 2018 14:53

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 nov 2018 3:23

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.