Cabo Verde com menos violência baseada no género mas femicídios são mais violentos

PorExpresso das Ilhas, Lusa,26 nov 2018 8:49

1

A presidente do Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) defende que os casos de violência baseada no género diminuíram em Cabo Verde, mas os femicídios têm contornos cada vez mais violentos.

Em declarações à agência Lusa a propósito do Dia Internacional da Violência contra as Mulheres, que se assinalou este domingo, Rosana Almeida disse que só este ano já se registou a morte de quatro mulheres pelos companheiros ou ex-companheiros, fora os casos ocorridos na Diáspora.

Por outro lado, acrescentou, os casos de violência baseada no género diminuíram 47%, o que demonstra que o apelo à denúncia e a passagem da mensagem de intolerância com este crime estão a surtir efeito.

"Formámos quase 500 líderes comunitários. São eles que vão replicar a mensagem. E realizámos um intenso trabalho com as organizações que combatem a violência de género", disse.

Rosana Almeida recordou que o perfil da vítima revela que ela é sobretudo uma ex-companheira que deixa o marido, o qual não aceita a separação. Em relação ao agressor, estes são jovens.

Mas a presidente do ICIEG defende uma aposta maior no estudo "de forma mais apurada" da violência baseada no género em Cabo Verde.

"E preciso apostar numa cultura de dados estatísticos", disse.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,26 nov 2018 8:49

Editado pormaria Fortes  em  14 ago 2019 23:22

1

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.