Omissão da linha aérea São Vicente-São Nicolau no novo sistema de tarifários foi um lapso que vai ser corrigido, diz governo

PorSheilla Ribeiro,20 dez 2019 18:45

1

Binter, São Vicente, São Nicolau, Transportes aéreos, Cabo Verde Airlines
Binter, São Vicente, São Nicolau, Transportes aéreos, Cabo Verde Airlines

O Governo desmentiu hoje ter eliminado a título definitivo as operações aéreas, directas, entre São Vicente e São Nicolau. O ministro dos transportes esclareceu que apenas por lapso a referida ligação não constou no recentemente divulgado sistema de tarifários. Assim, sendo, vai-se proceder à rectificação do decreto lei 54/2019 de 10 de Dezembro, que determina a obrigatoriedade de as companhias aéreas que operam nas ligações inter-ilhas terem uma tarifa social e promocional.

José Gonçalves, que falava hoje em conferência de imprensa, disse que o Governo está ciente de que São Nicolau é uma ilha que está no centro do país, mas, por várias razões ainda não há suficiente fluxo de turistas e passageiros que justifiquem voos da base comerciais. Por isso, informou, o Governo entendeu como uma medida experimental subsidiar o diferencial.

Nesse sentido, o ministro esclareceu que houve um lapso no anexos divulgado e que o Governo está no processo correcção do mesmo, no sentido de contemplar e incluir a rota São Vicente-São Nicolau.

“Quando não há voos ponta-a-ponta, e tem que se ir via uma outra ilha, então esse diferencial, entre o preço que seria o preço de referência ponta-a-ponta e aquilo que é pago, é subsidiado. Não é toda a tarifa. Só o diferencial entre o preço de se houvesse directo e aquilo por via” indirecta, explicitou, acrescentando que o preço São Vicente-São Nicolau será 6200 escudos.

Prosseguindo, José Gonçalves esclareceu que a Binter é uma companhia privada, que opera no mercado nos termos privados, por isso, onde há mercado que compensa e justifica, há voos directos. Entretanto, continuou, nas análises feitas muitos voos directos não se justificavam.

Confrontado com os rumores sobre uma suposta retirada da Binter, o ministro garantiu que essa não é uma informação oficial e que a relação entre o Governo e a companhia aérea é excelente.

“A relação do Governo com a companhia é excelente, sempre tivemos uma excelente relação com a companhia porque reconhecemos que a Binter trouxe uma grande mudança e melhoria nos transportes aéreos domésticos. Um paradigma diferente daquilo que existia antes”, apontou.

0 ministro sublinhou ainda que o Governo faz a questão que não haja nenhuma perturbação e nenhuma falta de serviço. Nesta linha, asseverou, o Governo vai trabalhar para melhorar cada vez mais os transportes aéreos domésticos, tendo em conta que não há opções em relação ao transporte marítimo doméstico.

“Vamos criar cada vez melhores condições para haver maior mobilidade no país, das pessoas em todos os pontos de país. E em articulação. Hoje fala-se de transporte multimodal, ou seja o transporte aéreo tem de complementar os transportes marítimos e também os transportes terrestres, para se assegurar que as pessoas tenham total mobilidade em todo o país”, enunciou

No que tange à Cabo Verde Airlines, José Gonçalves revelou que o capital social da empresa ainda na posse do governo, e que neste momento corresponde a 39%, vai ser vendido até o final de Janeiro de 2020, uma alteração de um mês, devido à “complexidade” do processo, por tratar-se de uma venda institucional.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,20 dez 2019 18:45

Editado porSara Almeida  em  10 set 2020 23:21

1

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.