Garantida pensão para filhos de polícia morto em serviço na Cidade da Praia - governo

PorSheilla Ribeiro,29 mai 2020 15:49

1

Os filhos menores de Hamylton Morais, agente da Polícia Nacional assassinado em Outubro de 2019, supostamente por um colega, durante uma operação na cidade da Praia, vão receber uma pensão do Estado, conforme informou o hoje o ministro da Administração Interna, Paulo Rocha.

“Este processo já está em curso, já decorre há bastante tempo. Havia um parecer que era preciso dar pelo ministro da Administração Interna. Foi dado há já algum tempo, o processo está numa fase final de conclusão junto do ministério das Finanças e estará para sair a qualquer momento”, relatou.

Paulo Rocha, que falava durante uma conferência de imprensa de anúncio do plano de desconfinamento pós-estado de emergência na ilha de Santiago, relembrou ainda que o agente também era beneficiário, como todos os agentes da Polícia Nacional (PN), de um seguro de vida “que também está a ser tratado junto das instituições”.

O governante garantiu que, sobre o seguro de vida, estão neste momento a decorrer negociações com as seguradoras e afirmou que “a família não fica desamparada”. Aliás, disse que está é “primeira preocupação” do Governo.

“Neste sentido eu quero tranquilizar a família em como esta questão está a ser tratada”, frisou.

O agente em questão, Hamylton Morais, foi assassinado no dia 29 de Outubro de 2019, após uma troca de tiros ocorrida durante uma diligência na zona de Tira Chapéu.

A 23 de Novembro do mesmo ano, um agente da Polícia Nacional, de 38 anos, foi detido pela Polícia Judiciária, como suspeito da autoria material do assassinato de Hamilton Morais, encontrando-se em prisão preventiva.

Entretanto, no dia 20 de Abril, o Ministério Público comunicou a acusação de mais um indivíduo neste caso. Trata-se de um homem de 19 anos que, segundo a mesma fonte, no momento do acontecimento, “estava a ser abordado pela vítima”.

Sob este indivíduo caiu a acusação de prática de um crime de detenção ilegal de arma de fogo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,29 mai 2020 15:49

Editado porSara Almeida  em  9 mar 2021 23:20

1

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.