Câmara Municipal da Praia cede lote de terreno ao Comité Olímpico Cabo-verdiano

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,21 jul 2020 18:16

1

Filomena Fortes, Óscar Santos
Filomena Fortes, Óscar Santos(Rádio Morabeza)

A Câmara Municipal da Praia cedeu ao Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) um lote de terreno com uma área de 1.690,36 metros quadros, avaliado em mais de nove milhões de escudos.

O Acto aconteceu esta tarde após a assinatura de um memorando de entendimento entre a edilidade praiense e o COC.

O Presidente da Câmara Municipal da Praia Óscar Santos disse que a cedência do terreno é uma contribuição da cidade, enquanto capital da república para o desporto cabo-verdiano

"Mais uma vez a cidade da Praia funciona como que referencia para Cabo Verde, e fomentando desporto que sirva todos os cabo-verdianos, nos da nossa parte muito brevemente, provavelmente no próximo mês vamos dar o passo que a lei exige que é levar a deliberação para a assembleia municipal, que é a entidade que autoriza a câmara a ceder gratuitamente, convém que se diga claramente esse terreno para a instalação do comité olímpico, e nós estamos aqui para dar todo o apoio o gabinete técnico da todo o apoio para que em dois anos ou em menos tempo nos tenhamos a cede do comité olímpico na cidade da Praia que é um investimento, uma aposta de todos os paraenses", explica

A Presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano, Filomena Fortes, quer que o centro Olympafrica seja um projecto inclusivo, sustentável e que cumpra todos os requisitos sobre as questões ambientais.

“Portanto foi um projecto, o conceito de projecto foi apresentado ao comité olímpico internacional, de qual teve uma boa recepção, se conseguirmos fazer e eu penso que sim, será o primeiro em África, desse género, e nós com isso também queremos enaltecer e também dar uma certa visibilidade ao bairro da Achada Grande Trás, uma vez que já existe uma estrutura desportiva já la portanto o comité olímpico, a sede do comité olímpico, o centro será contextualizado porque esta numa zona em que se respira desporto a nível de infra-estruturas e é o que nós queremos ”, avança

Filomena Fortes, terminou dizendo que o Comité Olímpico Cabo-verdiano quer trabalhar em comum acordo e de mãos dadas com a sociedade civil.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,21 jul 2020 18:16

Editado porAndre Amaral  em  4 dez 2020 23:21

1

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.