IEFP refere intransigência do SINTAP na reunião de conciliação

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 mar 2021 18:19

​O Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) acusou o Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública (SINTAP) de intransigência na reunião, esta terça-feira, de conciliação promovida pela Direcção Geral do Trabalho, que terminou sem acordo.

Em causa, o protesto de 48 horas, a partir de 18 de Março, agendado pelos sindicatos que representam os trabalhadores, que exigem a publicação, em Boletim Oficial, da lista definitiva do Plano de Cargos, Carreiras e Salários até hoje, 17 de Março.

Na reunião de mediação, a Direcção Nacional da Administração Pública (DNAP) deu o dia 26 de Março como data-limite para a publicação da lista final de transição. Segundo o IEFP a data foi recusada pelo SINTAP, único sindicato presente no encontro.

O instituto sublinha que não é possível cumprir o prazo estipulado pelos sindicatos, uma vez que hoje é que foi concluído o parecer da DNAP sobre as reclamações e o enquadramento de cerca de 120 colaboradores.

“O IEFP aceitou essa data, tendo esgotado todas as possibilidades de negociação de um processo que não se encontra estagnado, mas sim em curso, inclusive o IEFP comprometeu-se a pagar os retroactivos de Janeiro a Março, logo após a publicação da lista final de transição”, lê-se num comunicado enviado às redacções.

A acontecer, a greve dos IEFP começa amanhã, com a duração de 48 horas. O protesto é apoiado também pelo SINTAP e pelo Sindicato da Indústria Comércio e Turismo (SICOTUR).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 mar 2021 18:19

Editado porAndre Amaral  em  10 abr 2021 18:19

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.