Prisão preventiva para homens suspeitos de assalto a professora da Uni-CV

PorExpresso das Ilhas, Lusa,27 mar 2022 8:53

​O Ministério Público ordenou a detenção de dois homens suspeitos do assalto a uma professora da Universidade de Cabo Verde, a quem levaram 10 mil euros, anunciou sábado a Procuradoria-Geral da República (PGR), em comunicado. O tribunal decretou prisão preventiva.

Em causa está um assalto a uma cidadã portuguesa, ocorrido num quarto de hospedagem na Faculdade de Educação e Desporto (FaED), em São Vicente, a 31 de dezembro de 2021.

A PGR recorda no comunicado que, após tomar conhecimento do caso, o Ministério Público “determinou, de imediato, a abertura de instrução, por indícios da prática do crime de roubo, com violência sobre pessoa”, tendo a investigação sido apoiada pela Polícia Judiciária.

“Face aos elementos de prova recolhidos, o Ministério Público ordenou a detenção, fora de flagrante delito, de dois indivíduos do sexo masculino, sendo que um deles havia desempenhado as funções de segurança privada no mencionado alojamento”, refere o comunicado.

A PGR acrescenta que os dois suspeitos foram submetidos a primeiro interrogatório judicial, tendo o tribunal aplicado, como medida de coação, a prisão preventiva.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,27 mar 2022 8:53

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  13 ago 2022 23:28

pub.
pub.
pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.