Prisão preventiva para suspeitos de disparos contra civis em Lém Cachorro

PorSheilla Ribeiro,16 jan 2023 12:22

O Tribunal da Comarca da Praia decretou prisão preventiva três homens suspeitos de atirarem contra civis na noite de sabádo, 14, em Lém Cachorro, cidade da Praia.

Segundo um comunicado da Polícia Nacional divulgado hoje, um dos operadores do Centro de Comando da força policial da Praia visualizou, através das câmaras de um dos sites de videovigilância existente numa das ruas do Bairro de Lém Cachorro, dois indivíduos do sexo masculino a se aproximarem de duas raparigas que se encontravam nas proximidades de uma residência.

Na sequência, fioram vistos três suspeitos a aproximarem, de arma em punho, numa viatura ligeira e, do interior desta, a dispararem contra os dois homens e as duas mulheres, sem contudo ter-lhes acertado, pondo-se em fuga, utilizando a mesma viatura.

A mesma fonte refere que o operador do citado centro de comando accionou uma viatura de um dos Grupos Operacionais do CRSSM que se encontrava próxima do local, tendo-se iniciado a perseguição dos suspeitos.

“O mesmo operador continuou a monitorização da viatura em fuga, através dos vários postos de videovigilâncias existentes no itinerário da fuga e foi concedendo informação da localização da mesma à equipa da viatura do CRSSM, ao mesmo tempo que foi acionando outras viaturas da PN, concretamente da Esquadra de Piquete e da Direção Central de Investigação Criminal que, conjuntamente, encurralaram a viatura com os meliantes, sustando a sua fuga, na Zona de Ponta D’Água, junto ao Posto de Transformação da Electra”, consta nocomunicado.

Neste local, A PN informa que os elementos da primeira viatura que iniciou a perseguição alcançaram os três suspeitos que, submetidos à revista, foram encontrados na posse de duas armas de fogo de fabrico convencional (pistolas), sendo um de calibre 9mm e outro de calibre 6,35mm, com os respetivos carregadores.

Os suspeitos também estavam na posse de cinco munições de calibre 7.65mm; duas munições de calibre 6,35mm; 9.420 escudos em notas e moedas nacionais; uma pequena saco de plástico transparente com pó branco que se presume ser produto estupefaciente, cocaína.

Os três suspeitos foram presentes ao Ministério Público no prazo legal, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação mais gravosa, prisão preventiva.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,16 jan 2023 12:22

Editado porSheilla Ribeiro  em  4 fev 2023 10:20

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.