ICIEG assina protocolo para construção de centros de acolhimento para mulheres em situação de risco

PorAnícia Veiga, Rádio Morabeza,28 mar 2024 15:45

O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género, os Irmãos Capuchinhos de Cabo Verde e a Fundación Religiosos para la Salud, assinaram hoje um protocolo de cooperação para a instalação de Centros de Acolhimento de Mulheres em situação de vulnerabilidade e Vítimas de VBG

Segundo a presidente do ICIEG, Marisa Carvalho, o projecto responde às necessidades que se têm constatado no terreno, em concreto a falta de casas de acolhimento.

“Como sabemos, a lei especial contra a VBG prevê a existência de casas de abrigo, que são casas específicas para dar o acolhimento a vítimas de VBG e os seus dependentes em situação de perigo eminente de vida, mas, no entanto, verificamos que é necessário ter outras estruturas que permitam uma transição para mulheres vulneráveis e vítimas de VBG que não estejam numa situação de perigo eminente de vida”, afirma.

Marisa Carvalho avança que vão existir equipas do ICIEG para dar assistência a nível psicológico e de formação.

“Com o tempo, as equipas do ICIEG, em termos de assistência psicológica, assistência de formação e capacitação, estarão disponíveis para trabalhar juntamente com estas mulheres, definir planos individualizados de formação e capacitação, para que possam desenvolver a sua própria autonomia, não económica, mas também emocional e pessoal”, destaca.

A construção das casas de abrigo acontece no âmbito do projeto "Melhor acesso a recursos e cuidados de qualidade a mulheres e menores vítimas de violência de género nas ilhas de Santiago, Fogo e Santo Antão".

O projecto está orçado em cerca de 435 mil euros e é financiado pela Cooperação Espanhola, com coordenação da Fundação Religiosas para a Saúde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Anícia Veiga, Rádio Morabeza,28 mar 2024 15:45

Editado porAndre Amaral  em  23 abr 2024 16:20

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.