PAICV insiste nas críticas à situação dos transportes para o Fogo

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,11 jun 2019 16:17

Nuias Silva, Eva Ortet
Nuias Silva, Eva Ortet(Rádio Morabeza)

Nos últimos três anos, a economia da ilha do Fogo "afundou" por problemas de conectividade com o resto do país. A afirmação é do deputado do PAICV, Nuias Silva, reagindo às declarações do deputado do MpD, Filipe Santos, que acusou ontem Nuias e Eva Ortet de votarem "contra, com desaforo" sempre que são chamados "a viabilizar instrumentos de gestão ou investimentos para a ilha do Fogo".

Nuias Silva insiste e diz que houve uma redução de ligações marítimas.

"Tínhamos ligações frequentes e diárias da Cabo Verde Fest Ferry - Praia, Fogo, ilha da Brava - o barco dormia na Brava e depois fazia na manhã seguinte a trajectória de frente. Hoje é segunda, quartas e sextas. A realidade não pode ser comparável", explica.

No que diz respeito aos transportes aéreos, a situação é pior, sustenta, com a redução de 16 para 7 voos semanais.

"Mas isso acontece tudo porquê? Não é por culpa da Binter. Acontece por culpa de um governo fraco, que não consegue negociar bem os contratos e fica refém, obviamente, das companhias aéreas, porque no processo de desmantelamento das rotas domésticas dos TACV, e do contrato com a Binter, devia acautelar todas essas situações de serviço mínimo" avança

Nuias Silva termina dizendo que, hoje em dia, viajar para ilha do Fogo é uma verdadeira "saga".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,11 jun 2019 16:17

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 ago 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.