Janira leva ao PR a “grande preocupação” do PAICV com a questão dos transportes

PorSheilla Ribeiro (estagiária),17 set 2019 15:44

A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, disse, após um encontro com o Presidente da República, que manifestou ao Chefe de Estado a “grande preocupação” do maior partido da oposição para com a questão dos transportes no país.

“Pudemos manifestar ao Presidente da República a nossa grande preocupação por algumas questões aqui no país que se prendem, concretamente, com os transportes. Sejam os transportes aéreos, sejam os transportes marítimos”, disse Janira Hopffer Almada, em declarações aos jornalistas.

Particularmente aos transportes marítimos, a líder do PAICV afirmou que o aval de 518 mil contos que o Governo garantiu à Cabo Verde Interilhas serviriam para resolver os problemas dos armadores nacionais e permitiria um “grande” investimento na frota marinha marcante nacional.

Tudo isto, diz aquela responsável partidária, “ao mesmo tempo em que se denota um grande caos na organização de algumas linhas, contrariando todos os compromissos assumidos pela actual maioria, mas também criando grandes dificuldades aos cidadãos”.

“Que armador nacional é que não conseguiria um empréstimo se tivesse o aval do Estado?”, questionou Janira Almada, destacando que o “grande problema” dos armadores nacionais é o acesso a financiamento. “Não há uma única instituição financeira que não conceda empréstimo a uma empresa que tem o aval do Estado”, retorquiu.

Aval à Cabo Verde Interilhas significa que "Governo acredita no projecto"- PM

Para o Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, o aval dado pelo Estado à Cabo Verde Interilhas significa que o Governo acredita no projecto. Em declarações aos jornalistas, à margem de inauguração do escritório do Banco Mundial em Cabo Verde, o governante assegurou que o governo não dá garantias a projectos "inviáveis" e que a garantia é apenas uma certificação, não só junto dos bancos.

Para Hopffer Almada, a questão que se coloca é perceber a razão pela qual o Primeiro-ministro e o governo confiam em empresas de capital maioritariamente estrangeiro e não confiam nas empresas nacionais.

“O que é que eles têm e que nós não temos?”, perguntou.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro (estagiária),17 set 2019 15:44

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 out 2019 21:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.