UCID pede revisão das novas taxas aduaneiras

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,25 set 2019 7:31

1

Seccão de levantamento de pequenas encomendas em São Vicente
Seccão de levantamento de pequenas encomendas em São Vicente(Rádio Morabeza)

A UCID aplaude o que classifica de recuo na aplicação, para já, das novas taxas aduaneiras. A posição do partido foi expressa hoje à Rádio Morabeza, no final de uma visita à secção das pequenas encomendas, no âmbito da visita que os deputados da UCID efectuam a algumas instituições de São Vicente.

Segundo António Monteiro, a garantia foi dada pelo director da alfândega do Mindelo, que justifica a decisão com o facto de os scanners ainda não estarem instalados

“Infelizmente, em Cabo verde temos a tendência de colocar a carroça à frente dos bois. Ainda não existem scanners. As coisas estão a funcionar no molde anterior. As taxas que foram colocadas na lei, felizmente, que até ainda não estão a funcionar”, afirma

Em Setembro, o governo publicou, em Boletim Oficial, as alterações ao Código Aduaneiro, com os valores de desalfandegamento de pequenas encomendas a oscilarem entre os 4 mil e os 5.500$00.

O Presidente da UCID exorta o governo a uma revisão da lei, para que a sua aplicação tenha menos impacto no orçamento das famílias.

“Alertamos ao governo para que faça uma revisão da lei, para que seja o mais suave possível, para que a sua aplicabilidade tenha menos impacto no orçamento das famílias, que muitas vezes esperam os bidões para poderem ir sobrevivendo”, sublinha.

O aumento do valor da franquia é outra proposta da UCID.

A taxa aduaneira é zero para as mercadorias até 10 mil escudos. Até esta alteração a franquia situava-se nos 15 mil escudos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,25 set 2019 7:31

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  9 dez 2019 23:21

1

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.