Restauração e bares com regras diferenciadas na ilha de Santiago – MAI (CORRIGIDA)

PorSheilla Ribeiro,29 mai 2020 15:58

O ministro da Administração Interna informou hoje que, embora o término do estado de emergência em Santiago, os bares e outros estabelecimentos de consumo de bebida da maior ilha do país continuarão a funcionar até as 21 horas, sob o cumprimento de regras específicas. A excepção é feita na restauração, que segue as orientações do resto do país.

Paulo Rocha, em conferência de imprensa, explicou que o plano que visa o levantamento gradual e controlado das medidas restritivas impostas até agora em todo o país seguirá dois calendários distintos, um para a ilha de Santiago e outro para as restantes ilhas.

“Por vários sectores, por várias actividades. Por exemplo, neste momento ainda pendem algumas restrições no que tange ao funcionamento de serviços de restauração e bebidas.”, informou.

O governante disse também que, a partir da próxima segunda-feira, retomar-se-á as ligações marítimas de passageiros a partir de e para a ilha de Boa Vista.

“Numa segunda fase, que ocorrerá a 15 de Junho, serão levantadas as restrições nas ilhas, excepto Santiago, relativas a visitas a lares, centros onde estejam pessoas de terceira idade e crianças, a hospitais, também poder-se-ão realizar visitas aos estabelecimentos prisionais e tutelares”, acrescentou. Em Santiago isso acontece a 15 de Julho.

Paulo Rocha elucidou ainda que serão levantadas algumas restrições ao funcionamento dos transportes públicos terrestres, transportes urbanos intra-urbanos e inter-urbanos e que os ginásios poderão também passar a funcionar.

“O levantamento dessas medidas implica o cumprimento de normas e condições gerais e o obriga a cumprimento de condições e procedimentos específicos. Os restaurantes não poderão funcionar como funcionavam antes da pandemia da COVID-19”, relembrou.

Segundo Paulo Rocha, há restrições que têm que ver com a lotação, decorrentes da imposição de distância mínima de segurança e outras relacionadas com a forma de relacionamento com os clientes.

“No acesso às praias, há um conjunto de regras e de procedimentos de utilização, regras gerais e regras mais especificas que já foram adiantadas pelo Instituto Marítimo Portuário. Mantêm-se ainda as restrições ainda em relação à ilha de Santiago, que serão levantadas em função da análise de evolução da situação epidemiológica na ilha e mediante o calendário que o IMP irá fixar”, adiantou.

O ministro da Administração Interna disse ainda que os papéis das forças de segurança “mantêm-se igual: forte empenho, forte engajamento, dedicação total, agora numa outra perspectiva”.

Finalizando, Paulo Rocha adiantou que será publicado ainda esta sexta-feira um conjunto de normas e procedimentos específicos de segurança sanitária, visando a saúde pública.

NR: Na conferência de imprensa, por lapso, o ministro disse: "Por exemplo, neste momento ainda pendem algumas restrições no que tange ao funcionamento de serviços de restauração e bebidas. A partir do próximo dia 1 de Junho nas restantes ilhas, excepto na ilha de Santiago, a restauração passará a funcionar depois das 21 horas”.

Ora, de facto, de acordo com o Plano de desconfinamento, e conforme anunciado pelo Primeiro-ministro, a partir de 1 de Junho é levantado o limite de funcionamento da restauração até às 21h00, em todo o país (Santiago incluído). A diferença está nos estabelecimentos de consumo de bebidas, nomeadamente bares. Nas restantes ilhas, também a partir de 1 de Junho, estes poderão funcionar após as 21h00, algo que em Santiago só acontecerá a partir de dia 15 de Junho.

Fomos induzidos em erro pelo lapso do ministro da Administração Interna (cujas declarações na íntegra poderão ser ouvidas no vídeo da conferência disponível na página de Facebook do MAI) e pedimos desculpas pela anterior notícia que informava, erradamente, que o levantamento da restrição de horário na restauração não se aplicava a Santiago.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,29 mai 2020 15:58

Editado porSara Almeida  em  9 mar 2021 23:20

pub.
pub.
pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.