​António Monteiro denuncia “falta de vontade” da presidência da CMSV em trabalhar com vereadores da UCID

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,15 dez 2020 15:00

O líder da UCID denuncia a alegada falta de vontade da presidência da Câmara Municipal de São Vicente em trabalhar com os vereadores do partido. Posição expressa hoje, por António Monteiro, presidente do partido e vereador eleito nas últimas eleições autárquicas.

Os vereadores da UCID pretendiam realizar uma visita para conhecerem as obras municipais em execução, mas o despacho dos vereadores não obteve resposta do presidente

“Nós enviamos, ontem por volta das 12 horas, uma nota à Câmara pedindo que hoje, a partir das 9 horas e amanhã, na mesma hora, pudéssemos visitar não só a Câmara, como também as obras que estão a decorrer no município. Viemos hoje e, infelizmente, segundo a directora de gabinete do presidente, não é possível visitar a câmara, não obstante sermos vereadores, porque não houve um despacho do presidente”, esclarece.

Questionado sobre a distribuição dos pelouros, António Monteiro assegura que o partido não irá aceitar os pelouros propostos pelo presidente Augusto Neves.

“Fomos claros. Dissemos não ao presidente, até porque não discutimos a questão do pelouro, houve uma imposição. Achamos que os pelouros foram feitos como um manto de retalhos, sem uma conexão lógica das coisas. Se continuar como está, iremos continuar a não aceitar, até que haja uma concertação e que se coloque em cima da mesa um debate sobre os pelouros aqui dentro na câmara, nas reuniões”, afirma.

“Pessoalmente, disse ao presidente que não estarei , não vou estar ali para aceitar os pelouros que ele me deu. Se mudar, vamos analisar. Se mantiver, eu não estarei, mas os vereadores da UCID, e aquele que me vier a substituir, irão estar e dar todo o contributo para São Vicente”, acrescenta.

Sobre a aprovação do Orçamento e o Plano de Actividades para 2021, quando faltam 16 dias para término do ano, o vereador da UCID considera que o presidente da câmara não está "minimamente" preocupado com a questão.

“Penso que a câmara, na pessoa do seu presidente, não está minimamente preocupada com isso, porque se tivesse já seria tempo para estarmos a debater estas questões”, refere.

Recorde-se que a primeira reunião de vereação da Câmara Municipal de São Vicente, que aconteceu a 10 de Dezembro, foi suspensa depois de a UCID ter discordado da forma como foi conduzido o processo de distribuição de pelouros.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,15 dez 2020 15:00

Editado pormaria Fortes  em  17 jan 2021 23:20

pub.
pub.
pub.
pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.