​“A UCID demonstra não ser um partido confiável” – MpD

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,19 set 2023 14:13

Vander Gomes
Vander Gomes

O Movimento para a Democracia (MpD) acusou, hoje, o presidente da UCID de postura irresponsável e falta de sentido de Estado. Em causa, alegados esquemas de protecção do presidente da Câmara Municipal de São Vicente, denunciados esta segunda-feira por João Santos Luís.

Em conferência de imprensa, esta manhã, no Mindelo, o deputado do partido no poder, Vander Gomes, disse que as suspeitas de actos de corrupção são infundadas.

“O líder da UCID demostra, uma vez mais, uma postura irresponsável e de uma falta tremenda de sentido de Estado. É um líder de um partido com responsabilidades de criar pontes, de criar diólogo, que vem lançar suspeições infundadas com argumentos requentados. A UCID vem usando os mesmos argumentos desde 2016 e foi incapaz de, até este momento, interpor qualquer acção ou queixa-crime contra a Câmara Municipal e contra o Augusto Neves no tribunal”, considera.

O MpD considera preocupante que o líder da UCID questione os órgãos de soberania e espere que os tribunais actuem conforme as suas expectativas pessoais. Ao contrário do que diz João Luís, o dirigente do MpD não vê ilegalidades no relatório de inspecção à câmara de São Vicente, referente ao mandato 2016-2020.

“Gostaríamos de destacar que o relatório referido pela UCID não aponta ilegalidades. Pelo contrário, identifica irregularidades – comuns em qualquer administração municipal – que foram devidamente sanadas e os esclarecimentos prestados à tutela. Este relatório, de domínio público, foi anteriormente usado pela UCID como instrumento de campanha nas eleições passadas, sem sucesso. Além disso, foi objeto de discussão na Assembleia Municipal, onde a UCID claramente perdeu o debate”, refere.

Vander Gomes não esquece o chumbo do orçamento e Plano de Actividades da Câmara Municipal de São Vicente para 2024. O responsável político entende que a UCID não honrou o acordo com o MpD.

“Embora tenha recebido um convite em Maio deste ano para contribuir com o plano de actividades e orçamento de 2024, optou por não colaborar, revelando uma postura obstrucionista. A UCID demonstra não ser um partido confiável, pois não cumpre com os acordos estabelecidos. Votou contra o orçamento quando tudo indicava que criaria as condições para que a Câmara operasse em condições de normalidade e, agora, tenta justificar sua falta de honestidade política com argumentos requentados e suspeitas infundadas”, acusa.

O deputado afirma que o MpD é um partido comprometido com os princípios do Estado de Direito democrático, respeita a separação e a independência dos órgãos de soberania e não cria esquemas de protecção para ninguém. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,19 set 2023 14:13

Editado porAndre Amaral  em  19 abr 2024 23:28

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.