Restrição de vistos não irá afectar ligações da Cabo Verde Airlines entre Lagos e Washington, via Sal

PorAndre Amaral,13 fev 2020 15:28

Companhia aérea já vendeu mais de 4600 passagens desde que começou a operar na linha Lagos (Nigéria) - Sal - Washington D.C., nos Estados Unidos da América. Restrição de vistos dos EUA que entra em vigor este mês não deverá afectar o fluxo.

Desde que começou a fazer a ligação aérea entre Lagos, na Nigéria, e Washington D.C. via Sal, a 8  deDezembro do ano passado, a Cabo Verde Airlines já vendeu um total de 4261 passagens de ida e volta, explicou Raul Andrade Vice-Presidente para as áreas de Sales e Marketing da Cabo Verde Airlines. 

Contactado pelo Expresso das ilhas,  numa altura em que estão quase a entrar em vigor as medidas de restrição à imigração impostas pelos EUA à Nigéria e a cinco outros países (Birmânia, Eritreia, Quirguistão, Sudão e Tanzânia), o responsável considera que esta dinâmica não será alterada pelas essas restrições, que entram em vigor a partir do próximo dia 22, e o desempenho da companhia aérea neste trajecto entre a África Ocidental e os Estados Unidos da América  não será prejudicado.

"Esta política não irá afectar a procura a partir de Lagos pois a restrição só se aplica a vistos de emigrante e não a vistos turísticos, negócios, tratamento saúde ou estudantes", explica Presidente para as áreas de Sales e Marketing, acrescentando que a "estratégia de segmentação do tráfego ponto a ponto (turismo inter-África) e origem/destino continua para balancear a ocupação dos voos".

Economia de tempo na base do sucesso

Recentemente, numa entrevista ao jornal The Sun, da Nigéria, Tariye Orianzi, a gestora da Cabo Verde Airlines em Lagos, explicou que a grande vantagem que a Cabo Verde Airlines leva para a Nigéria é a redução do tempo de viagem entre aquele país e, por exemplo, os EUA.

Segundo Tariye Orianzi a viagem entre o aeroporto de Lagos e Washington D.C. vai levar um total de 13h25. Menos sete horas que a ligação mais rápida disponível até ao início das operações da CVA.

“A partir de Cabo Verde, é fácil ligar quatro continentes (África, Europa, América do Sul e América do Norte) no menor tempo possível, quando comparado a outras companhias aéreas. Além disso, a opção de escala da Cabo Verde Airlines permite que os passageiros permaneçam em Cabo Verde (que é um grande destino turístico) até sete dias sem custos adicionais com passagens aéreas, antes de voar para o seu destino. Essa também é uma grande vantagem. Além de Lagos, lançamos recentemente novas rotas, como Washington D. C. e Porto Alegre, no Brasil, ampliando as opções para nossos passageiros. De Lagos a Washington DC na Cabo Verde Airlines, são necessárias 13 horas e 25 minutos, incluindo a escala em Sal, Cabo Verde. A próxima duração mais curta de outras companhias aéreas é de 20 horas 25mins”, disse a gestora.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,13 fev 2020 15:28

Editado porSara Almeida  em  26 fev 2020 15:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.