Retoma de voos internacionais adiada para Agosto

PorExpresso das Ilhas,23 jun 2020 15:38

7

O governo vai prolongar a interdição de voos internacionais de e para Cabo Verde de Julho para, pelo menos, Agosto. Decisão foi tomada devido ao aumento do número de casos de infecção pelo novo coronavírus no país e também no resto do mundo.

Com o número de casos de COVID-19 a aumentar exponencialmente no país, em particular na ilha do Sal (hub aéreo do país) e em Santiago, mas também um pouco por todo o mundo, o governo revogou a sua decisão de abrir o espaço aéreo cabo-verdiano em Julho.

A nova data para a retoma das ligações aéreas internacionais aponta para o mês de Agosto, conforme confirmou ao Expresso das Ilhas o ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos. 

"Nas últimas duas semanas, vimos o recrudescimento dos casos em alguns países que entraram em processo de desconfinamento e também a nível nacional tivemos aumento em algumas ilhas que não era de esperar. Perante isto, e perante o parecer técnico do ministério da saúde, o governo decidiu que as ligações internacionais só serão retomadas no início de Agosto. Esta pandemia traz um conjunto de incertezas que temos de estar sempre a avaliar e estas avaliações diárias dão-nos inputs para as decisões. Neste momento, há uma decisão clara que os voos nacionais irão recomeçar a 30 de Junho e os internacionais a partir do início de Agosto", disse o ministro.

No final de Maio, o Ministério do Turismo e Transportes tinha anunciado que o arquipélago iria reabrir em Julho como "destino turístico", o que incluía a retoma dos voos internacionais interditados desde 19 de Março.

Tanto a Cabo Verde Airlines como a TAP anunciaram, então, os primeiros voos de e para Cabo Verde a partir de Julho, embora salvaguardando a submissão às orientações dos governos (nas partidas e destinos). 

Apesar dessa estimativa, o calendário de levantamento das restrições, publicado no Boletim Oficial a 29 de Maio, define a retoma das ligações aéreas inter-ilhas (a 30 de Junho) mas não apresenta data para a retoma dos voos internacionais. Na altura da apresentação desse calendário de desconfinamento, foi referido pelo executivo que a data de levantamento da interdição aos voos internacionais seria afixada posteriormente.

Na semana passada, em entrevista à rádio Morabeza, o primeiro-ministro, sem avançar datas, revelou as regras que irão vigorar nas ligações aéreas, descartando a realização obrigatória de testes de despiste de COVID-19 bem como a quarentena obrigatória.

Segundo o Primeiro-Ministro, a aposta vai ser no reforço da vigilância epidemiológica e detecção precoce de casos.

“Temos que recorrer a outros instrumentos. Primeiro, partindo do princípio de que os países com os quais vamos começar os voos estão em nível de risco mais baixo (…) Isto de certa forma é uma garantia, mas estas coisas têm os dois lados, de onde vem e para onde chega”, destacou.

O número de casos, porém, desde há quase uma semana (quando foi dada a entrevista) não tem parado de aumentar em todo o mundo. Em Cabo Verde, no espaço de menos de uma semana registaram-se mais 200 casos: no passado dia 16 o número total de casos era de 782 casos, hoje é de 984. No período entre 16 de Março e 31 de Maio, Cabo Verde teve 466 casos de COVID-19. Desde que terminou o Estado de Emergência, no final de Maio, e até ao final da semana passada mais 478 pessoas foram diagnosticadas com a doença.

Entretanto, a retoma da ligações aéreas domésticas não sofre alteração, estando previsto o primeiro voo para 30 de Junho. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,23 jun 2020 15:38

Editado porSara Almeida  em  5 jul 2020 5:19

7

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.