Destaques da edição 910

PorExpresso das Ilhas,8 mai 2019 0:46

Nesta edição, o Expresso das Ilhas destaca a mobilidade e fala com Eurico Monteiro, embaixador de Cabo Verde em Portugal: “Modelo permite aos Estados ajustar a mobilidade na CPLP à sua realidade interna”.

A mobilidade tem sido tema central na CPLP, sob a actual presidência de Cabo Verde. Só com essa circulação de cidadãos entre os países lusófonos estes podem sentir-se membros da comunidade, assume-se. Nesse sentido, Cabo Verde tem encetado esforços para avançar com este dossier fundamental, tendo inclusive apresentado uma proposta de acordo de mobilidade a os nove países da CPLP. Eurico Monteiro, embaixador de Cabo Verde em Portugal, e representante em Lisboa da presidência cabo-verdiana na CPLP, explica em que consiste o modelo proposto e quais os desafios gerais.

Também neste número, José Manuel Fernandes: A grande ameaça ao jornalismo contemporâneo é a pulverização do espaço público. Marguerite Duras descreveu os jornalistas como os “operários das palavras”, mas hoje os tempos são diferentes daqueles em que a escritora francesa registou esta frase. Aconteceu o que o antigo director do Le Monde Diplomatique, Ignacio Ramonet, chamou de “o impacto do meteorito Internet” e as redes sociais passaram a ser espaços informais e difusos, vulneráveis às convocatórias sentimentais, onde, como resumiu o académico espanhol Daniel Innerarity, “a descarga emotiva decorre livremente, sem que nada limite a sua expansão”. Novos tempos, novos desafios e ameaças ao jornalismo, novas formas de contar histórias, novas concorrências, novas maneiras de interagir com os cidadãos/leitores/ouvintes/consumidores. No Dia da Liberdade de Imprensa, 3 de Maio, José Manuel Fernandes, fundador do Observador e antigo director do Público, esteve na Praia, a convite da AJOC, e falou com o Expresso das Ilhas sobre este novo jornalismo.

Mobilidade e investimento alemão na agenda do Presidente da República na visita oficial à Alemanha. O aprofundar das relações de cooperação entre Cabo Verde e Alemanha quer a economia marítima no papel central. “Nós centramos as nossas prioridades na economia do mar. Somos um país pequeno, temos uma imensidão de mar e, portanto, o futuro desenvolvimento de Cabo Verde passa pela economia do mar. Para isso, temos que ter a capacidade técnico-científica em domínios como a oceanografia, protecção do ambiente marinho, no domínio das pescas, da formação de quadros na área da economia do mar, gestão de portos, reparação naval. Foi esse pacote que trouxemos para a abordagem com as autoridades alemãs”, disse Jorge Carlos Fonseca.

Terrenos do Liceu da Várzea: Governo autoriza venda. Falta saber onde vai surgir a alternativa. Área onde está o Liceu Cónego Jacinto foi vendida para que ali seja construída a nova embaixada dos Estados Unidos da América. Estado recebe 5,8 milhões de dólares com a venda.

O alerta da ONU: Há um milhão de espécies em risco de extinção. No estudo, cuja realização envolveu mais de 450 cientistas e diplomatas, é demonstrado que a biomassa de mamíferos selvagens caiu em 82%, os ecossistemas naturais perderam metade da sua área (47%) e um milhão de espécies podem desaparecer do Planeta (25%).

No interior, a opinião de José Almada Dias, 140 anos da cidade que canta, dança, cria, inova e exporta (II); de Ondina Ferreira, Dia da Língua Portuguesa e da Cultura dos Países da CPLP; e de Adriana Carvalho, Histórias da Educação na Literatura (III).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,8 mai 2019 0:46

Editado porDulcina Mendes  em  21 jul 2019 23:22

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.