Ministra da Justiça apresenta sistema que permitirá agilizar constituição de empresas

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,3 dez 2018 11:35

Ministra da Justiça e Trabalho, Janine Lélis
Ministra da Justiça e Trabalho, Janine Lélis(Rádio Morabeza)

Reduzir para três dias o tempo da constituição de empresas não abrangidas pelo regime empresa no dia, melhorar o conhecimento e a capacidade institucional para gerir as soluções tecnológicas viradas para o atendimento de qualidade aos cidadãos e às empresas são algumas da inovações do Sistema de Informação do Registo Comercial, apresentado hoje, na Cidade da Praia.

A cerimónia de lançamento foi pela presidida pela ministra da Justiça e Trabalho.

Janine Lélis diz que o sistema irá permitir a facilitação dos procedimentos administrativos pela via da prestação de serviços online e pela integração com o cartão do cidadão.

“A introdução deste sistema permitirá ainda a digitalização do acervo em papel, nas conservatórias de registo comercial, a redução, numa primeira fase, para três dias do tempo da constituição de empresas não abrangidas pelo regime empresa no dia, a facilitação de procedimentos administrativos pela via da prestação de serviços online e pela integração com o cartão de cidadão, e permitirá melhorar o conhecimento e a capacidade institucional para utilizar e gerir as soluções tecnológicas viradas para o atendimento de qualidade aos cidadãos e às empresas”, explica.

O Sistema de Informação do Registo Comercial também vai permitir a universalização do princípio de registo obrigatório para todas as pessoas e todos os factos legalmente sujeitos a registo comercial. Janine Lélis diz que o sistema permitirá reforçar a transparência.

“Construir uma base de dados única, fazer a integração das diferentes fases do ciclo de vida das empresas, desde a sua constituição, seu funcionamento, a sua extinção, tudo através da informatização de todos os actos e factos sujeitos ao registo comercial”, avança.

O Sistema de Informação do Registo Comercial será primeiramente implementado nas conservatórias da Praia, São Vicente e Sal. O sistema está enquadrado no projecto da reforma do Sistema de Informação do Registo Comercial e Automóvel (SIRCA), é financiado pelo PASP-PALOP, no valor de quarenta e cinco milhões de escudos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,3 dez 2018 11:35

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  13 dez 2018 23:19

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.