CNDHC recebe média de 60 queixas anuais relativas a possíveis violações de direitos humanos

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,17 set 2019 12:26

Presidente Comissão Nacional para os Direitos Humanos, Zaida Morais
Presidente Comissão Nacional para os Direitos Humanos, Zaida Morais(Rádio Morabeza)

A Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania (CNDHC) recebe por ano cerca de 60 queixas de violação dos direitos humanos. A afirmação é da presidente da CNDHC.

Zaida Morais diz que há uma tendência para diminuição das queixas.

"Este número varia e nós verificamos que tem havido uma diminuição nas queixas que chegam à comissão, num momento em que felizmente as pessoas têm outras alternativas para apresentarem as suas queixas", explica.

A presidente Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania realça que a situação é preocupante, sempre que existam violações de direitos humanos.

"A situação é sempre preocupante, desde que haja um cabo-verdiano cujos direitos estejam a ser violados. Esta luta de reposição dos direitos e de promoção dos direitos é permanente”, avança.

A presidente CNHDC falava à Rádio Morabeza à margem da formação sobre atendimento e tratamento de queixas, promovida pela Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania, a decorrer desde o dia 16 e que termina amanhã.

A formação tem por objectivo dotar os técnicos da CNDHC, bem como os integrantes do Mecanismo Nacional da Prevenção da Tortura, em técnicas e métodos de tratamento e seguimento das queixas de violações dos direitos humanos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,17 set 2019 12:26

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 out 2019 20:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.